Comunicação

Collapse
No announcement yet.

O papel fundamental das gorduras durante a gravidez

Collapse
X
Collapse
  •  

  • O papel fundamental das gorduras durante a gravidez

    É costume alertar-se para a ingestão excessiva de gorduras. No entanto, deve ter-se em atenção que o défice de lípidos no último trimestre da gravidez pode prejudicar o desenvolvimento da capacidade visual e neurológica do futuro bebé.

    Que tipos de gorduras deve escolher

    Fundamentais para o desenvolvimento do feto, as gorduras são os nutrientes que mais contribuem para o fornecimento de energia ao organismo. No entanto, nem todos os lípidos são iguais, e é importante saber quais são os aconselhados.

    Existem três tipos de gorduras: Saturadas, Poli-insaturadas e Mono-insaturadas:
    • As gorduras saturadas estão presentes no leite e seus derivados, na carne, nos ovos e no óleo de coco. Aconselha-se a sua redução.
    • As gorduras poli-insaturadas encontram-se em óleo de peixes como o salmão e a sardinha e são fundamentais para a dieta da grávida.
    • As gorduras mono-insaturadas têm como principal fonte o azeite, e são muito aconselhadas.


    Em que medida é que as gorduras são importantes durante a gravidez?

    É fundamental que as grávidas tenham uma alimentação rica e equilibrada, de modo a que o seu organismo possa dar resposta às necessidades do feto. Para atingir este objectivo, costuma aconselhar-se as mães a aumentar a quantidade ingerida de proteínas, vitaminas, minerais e hidratos de carbono, e a diminuir as gorduras. No entanto, estudos recentes demonstram que os lípidos são fundamentais durante a gestação, contribuindo decisivamente para o desenvolvimento do feto.

    Nos primeiros seis meses, período em que o feto se desenvolve mais lentamente, os nutrientes ingeridos pela grávida são utilizados para o fabrico de lípidos, que se acumulam formando uma reserva nos tecidos. Estas gorduras acumuladas são, aliás, a principal causa de aumento de peso da grávida nos dois primeiros trimestres.

    Nos últimos três meses de gestação, quando o feto se desenvolve mais rapidamente, as gorduras libertam-se para o sangue da mãe sem, no entanto, passar imediatamente para o bebé. Por um lado, porque os ácidos gordos têm muita dificuldade em transpor a placenta, e fazem-no em pequena proporção. Por outro lado, a placenta é impermeável aos lípidos mais complexos como o colesterol ou os triglicéridos.

    Quando, quer por razões nutricionais, como o jejum ou uma alimentação desiquilibrada, quer por razões de saúde como a diabetes, não há acumulação de gorduras durante os dois primeiros trimestres, o desenvolvimento do bebé pode estar comprometido. É que deste modo, não existem lípidos para libertar durante o último trimestre de gravidez, altura em que o desenvolvimento fetal é maior e, por isso, são necessárias mais gorduras.

    É neste período que se desenvolvem a retina e o cérebro, aumentando por isso a quantidade de nutrientes necessária. Se a mãe não dispuser de uma reserva de gorduras suficiente, o desenvolvimento visual e neurológico do feto pode estar em risco.

    Existem estudos que demonstram que as crianças que tiveram a quantidade necessária de gorduras essenciais tinham uma maior capacidade intelectual.

    Qual a sua função?

    A reserva de gorduras acumuladas no sangue da grávida pode ter um papel fundamental em caso de jejum ou de má nutrição. Nestas situações, a reserva é utilizada, garantindo assim o fornecimento de nutrientes essenciais ao desenvolvimento do feto, não deixando que este se ressinta da falta de lípidos.

    Além disso, com a aproximação do parto, os triglicéridos são «diluídos» por uma enzima - a lipase - conseguindo assim passar a placenta e libertar os ácidos gordos, tão importantes, para o lado fetal. O feto vai poder assim, na altura em que mais necessita, beneficiar das gorduras que a mãe incluiu na sua dieta.

    Diversos estudos verificaram ainda que, nesta altura, a lipase vai diminuindo no tecido adiposo da mãe e aumentando na glândula mamária, onde os triglicéridos vão concentrar-se. Deste modo, os nutrientes obtidos através da alimentação da mãe vão estar disponíveis no leite que alimentará o bebé.
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos Recentes

    Collapse

    • A roupa pré-mamã
      por pbadmin
      A roupa pré-mamã é desenhada para mulheres grávidas, razão pela qual, mesmo que escolha dois ou três números acima do seu tamanho normal a roupa habitual não lhe assentará bem, uma vez que não foi desenhada tendo em conta as alterações por que o corpo...
      06-03-2019, 13:26
    • A cesariana
      por pbadmin


      Hoje em dia é cada vez maior o número de bebés que nascem por cesariana. O bebé sai pelo abdómen, através de uma incisão na parede abdominal (laparotomia) e na parede do útero (histerotomia).


      Quando é que é necessário...
      06-03-2019, 13:20
    • Contradições da gravidez: euforia e desespero
      por pbadmin
      A gravidez representa uma fase de grandes alterações quer físicas quer emocionais, na vida de todas as mulheres que passam por esta experiência. Esta fase que dura, em média, 38 a 40 semanas implica viver intensamente sentimentos contraditórios de alegria...
      06-03-2019, 13:11
    • Pais pela primeira vez: a gravidez
      por pbadmin


      Ao engravidar pela primeira vez a futura mãe vive com grande intensidade as alterações que, a partir desse momento, toda a sua vida sofrerá. Terá curiosidade sobre o desenvolvimento da gravidez, sofrerá com os enjoos matinais, terá muitas...
      06-03-2019, 13:03
    • Falso trabalho de parto
      por pbadmin
      O útero da mulher contrai-se durante a gravidez, principalmente nas últimas semanas. Este tipo de contracções podem ser facilmente confundidas com as contracções do parto que, na verdade, ainda não chegaram.

      O que é o falso trabalho de parto?...
      06-03-2019, 12:30
    • Perdas de sangue durante a gravidez
      por pbadmin


      Por mais pequeno que seja, qualquer corrimento de sangue durante a gravidez pode ser assustador, sobretudo se for a primeira gravidez. Para isto podem contribuir inumeros factores mas, em alguns casos, o corrimento sanguíneo não afecta...
      06-03-2019, 12:25
    Working...
    X