Comunicação

Collapse
No announcement yet.

Os desconfortos da gravidez

Collapse
X
Collapse

  • Os desconfortos da gravidez

    Durante a gravidez é natural que sinta alguns incómodos e desconfortos. Estes sintomas são, na sua maioria, perfeitamente normais e poderá aliviá-los com alguma das nossas sugestões.

    Enjoos e vómitos

    Os enjoos, bem como os vómitos, são frequentes em mais de metade das grávidas, em especial durante o primeiro trimestre de gestação se bem que, em alguns casos, permaneçam até ao final da gravidez. Pensa-se que a sua origem reside nas alterações hormonais próprias deste estado.

    Para reduzir o desconforto, a grávida deve aumentar o número diário de refeições para 5 ou 6, mas diminuir a quantidade ingerida em cada uma delas e deve beber bastantes liquídos. Não deve nunca ter o estômago vazio, mas deve reduzir os doces, as gorduras e eliminar as comidas picantes.

    Em regra, estes desconfortos manifestam-se em níveis relativamente toleráveis pelas grávidas. Mas, se persistirem ou aumentarem de intensidade, deve consultar o médico, pois talvez seja necessário recorrer a tratamento adequado.

    Azia

    É, também, muito frequente durante a gravidez, em especial a partir do segundo trimestre, uma vez que, à medida que o bebé cresce, o estômago materno é comprimido, o que faz com que o ácido existente no estômago suba até ao esófago, provocando a azia.

    Para evitar, ou pelo menos diminuir a sensação de azia, a grávida deve fazer mais refeições por dia, mas em menores quantidades, evitando, de igual modo, sentar-se ou deitar-se após as refeições.

    Hemorroidas

    As hemorroidas podem surgir ou agravar-se durante a gravidez, pois o feto exerce pressão sobre os orgãos abdominais da mulher. A grávida deve, nestes casos, consultar o médico.

    Prisão de ventre

    Também devido à pressão crescente que o bebé exerce no abdómen da mãe, esta pode ter dificuldades no esvaziamento dos intestinos. A prisão de ventre, ou obstipação como também é conhecida, raramente é grave. Para evitar este tipo de incómodo, deve-se ingerir muitos líquidos e fazer uma alimentação rica em fibra.

    Dores nas costas

    Como na gravidez o abdómen aumenta de volume, alguns músculos são obrigados a um esforço suplementar, o que provoca dores nas costas.

    Para evitar ou aliviar estas dores, a grávida pode andar um pouco a pé, submeter-se a algumas massagens, pode usar uma cinta própria para esse efeito mas, essencialmente, deve repousar bastante.

    Inchaço nos pés e tornozelos

    Com o avançar da gravidez, a mulher vai aumentando progressivamente de peso, pelo que é relativamente normal que pés e tornozelos inchem.

    São de evitar longos períodos de tempo em pé. Deve beber muita água e repousar sempre que possível. Se os sintomas persistirem, a grávida deve consultar o médico.

    Varizes e pernas pesadas

    A sensação de pernas pesadas e o aparecimento ou agravamento de varizes já existentes é comum durante a gravidez, em particular no final da gestação. Isto acontece porque o peso do bebé comprime as veias que fazem a circulação sanguínea de retorno das pernas.



    As mulheres que aumentam muito de peso durante a gravidez, as que estão muito tempo de pé e as fumadoras, são quem apresenta um maior risco de ficar com varizes. É fundamental que, nestes casos, a grávida consulte o médico.

    Para melhorar esta situação ou, pelo menos, evitar que se agrave, recomenda-se a prática regular de exercício físico, usar calçado confortável, isto é, de salto baixo ou razo e com solas anti-derrapantes. A partir do segundo trimestre, a grávida poderá usar meias de descanso.
    Os comentários estão desactivados.

Artigos mais Recentes

Collapse

  • A roupa pré-mamã
    por pbadmin
    A roupa pré-mamã é desenhada para mulheres grávidas, razão pela qual, mesmo que escolha dois ou três números acima do seu tamanho normal a roupa habitual não lhe assentará bem, uma vez que não foi desenhada tendo em conta as alterações por que o corpo...
    06-03-2019, 13:26
  • A cesariana
    por pbadmin


    Hoje em dia é cada vez maior o número de bebés que nascem por cesariana. O bebé sai pelo abdómen, através de uma incisão na parede abdominal (laparotomia) e na parede do útero (histerotomia).


    Quando é que é necessário...
    06-03-2019, 13:20
  • Contradições da gravidez: euforia e desespero
    por pbadmin
    A gravidez representa uma fase de grandes alterações quer físicas quer emocionais, na vida de todas as mulheres que passam por esta experiência. Esta fase que dura, em média, 38 a 40 semanas implica viver intensamente sentimentos contraditórios de alegria...
    06-03-2019, 13:11
  • Pais pela primeira vez: a gravidez
    por pbadmin


    Ao engravidar pela primeira vez a futura mãe vive com grande intensidade as alterações que, a partir desse momento, toda a sua vida sofrerá. Terá curiosidade sobre o desenvolvimento da gravidez, sofrerá com os enjoos matinais, terá muitas...
    06-03-2019, 13:03
  • Falso trabalho de parto
    por pbadmin
    O útero da mulher contrai-se durante a gravidez, principalmente nas últimas semanas. Este tipo de contracções podem ser facilmente confundidas com as contracções do parto que, na verdade, ainda não chegaram.

    O que é o falso trabalho de parto?...
    06-03-2019, 12:30
  • Perdas de sangue durante a gravidez
    por pbadmin


    Por mais pequeno que seja, qualquer corrimento de sangue durante a gravidez pode ser assustador, sobretudo se for a primeira gravidez. Para isto podem contribuir inumeros factores mas, em alguns casos, o corrimento sanguíneo não afecta...
    06-03-2019, 12:25
Working...
X