Comunicação

Collapse
No announcement yet.

Nascimentos múltiplos

Collapse
X
Collapse

  • Nascimentos múltiplos

    gemeos

    Estar à espera de vários bebés, para além de ser uma surpresa e uma alegria, pode também causar apreensão e até algum medo relativamente ao parto. Todavia e apesar deste tipo de gestação ser considerado pelos médicos como uma complicação da gravidez, as coisas podem correr tão bem como se desse à luz apenas um bebé.


    Que tipos de gravidez múltipla existem?

    A gravidez múltipla distingue-se segundo a forma como os embriões são gerados: a gestação dizigótica, donde resultam os chamados gémeos falsos e a gestação monozigótica ou monovular.

    No caso de gémeos falsos, dois óvulos são fertilizados, dando origem a gémeos do mesmo ou de sexos diferentes. O facto de os gémeos serem do mesmo sexo, não significa que sejam iguais, aliás e como o próprio nome indica, os gémeos falsos terão apenas as parecenças que os irmãos, em geral têm uns com os outros. O mais comum é cada um dos fetos ter a sua própria placenta, o que não impede que mais tarde as placentas se fundam numa só.

    Os gémeos idênticos são gerados a partir de um único óvulo que se divide após a fecundação. As células separadas dão origem a fetos com genes e código genético idênticos. Estes gémeos são sempre do mesmo sexo, desenvovendo-se juntos na mesma placenta.

    gemeos

    Como se processam os nascimentos múltiplos?


    Os nascimentos múltiplos são sempre encarados como se se tratasse do nascimento de dois bebés separados, ou seja, porque um dos bebés nasce de parto normal (vaginal), não significa que o nascimento do outro tenha de ocorrer do mesmo modo.

    De qualquer modo a grávida será aconselhada a ter os bebés no hospital, uma vez que a gestação múltipla é encarada como uma complicação da gravidez, existindo uma série de patologias que poderão ser agravadas por esta situação, como sejam, a anemia, a hipertensão, os poli-hidrâmnios, o risco de parto pré-termo e o desenvolvimento fetal que podem atingir proporções preocupantes pelo facto de se estar perante mais do que um feto.

    A posição mais frequente dos gémeos, na altura do nascimento é a de cabeça para baixo, sendo que o segundo bebé nascerá cerca de 8 a 10 minutos depois do primeiro.

    Muito provavelmente será aconselhada a levar anestesia epidural, uma vez que o parto múltiplo pode demorar mais tempo do que o parto de um só feto. Também pode acontecer que o segundo bebé esteja numa má posição para nascer, o que obriga o médico a fazer uma ruputura na membrana que o envolve para o virar manualmente e, assim, facilitar o seu nascimento.

    Apesar de nunca se saber como é que o parto vai correr, especialmente se se tratar de nascimentos múltiplos, pode dizer-se que cada vez é mais seguro ter gémeos. Isto sucede porque a posição exacta do segundo bebé e o estado em que o mesmo se encontra podem ser constantemente controlados através de ultra-sons e de ecografias.

    Se estiver grávida de três ou mais bebés, o mais certo é ter de ser submetida a uma cesariana, embora alguns médicos, com muita experiência nestes tipos de parto, possam optar por um parto vaginal.
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos Recentes

    Collapse

    • A roupa pré-mamã
      por pbadmin
      A roupa pré-mamã é desenhada para mulheres grávidas, razão pela qual, mesmo que escolha dois ou três números acima do seu tamanho normal a roupa habitual não lhe assentará bem, uma vez que não foi desenhada tendo em conta as alterações por que o corpo...
      06-03-2019, 13:26
    • A cesariana
      por pbadmin


      Hoje em dia é cada vez maior o número de bebés que nascem por cesariana. O bebé sai pelo abdómen, através de uma incisão na parede abdominal (laparotomia) e na parede do útero (histerotomia).


      Quando é que é necessário...
      06-03-2019, 13:20
    • Contradições da gravidez: euforia e desespero
      por pbadmin
      A gravidez representa uma fase de grandes alterações quer físicas quer emocionais, na vida de todas as mulheres que passam por esta experiência. Esta fase que dura, em média, 38 a 40 semanas implica viver intensamente sentimentos contraditórios de alegria...
      06-03-2019, 13:11
    • Pais pela primeira vez: a gravidez
      por pbadmin


      Ao engravidar pela primeira vez a futura mãe vive com grande intensidade as alterações que, a partir desse momento, toda a sua vida sofrerá. Terá curiosidade sobre o desenvolvimento da gravidez, sofrerá com os enjoos matinais, terá muitas...
      06-03-2019, 13:03
    • Falso trabalho de parto
      por pbadmin
      O útero da mulher contrai-se durante a gravidez, principalmente nas últimas semanas. Este tipo de contracções podem ser facilmente confundidas com as contracções do parto que, na verdade, ainda não chegaram.

      O que é o falso trabalho de parto?...
      06-03-2019, 12:30
    • Perdas de sangue durante a gravidez
      por pbadmin


      Por mais pequeno que seja, qualquer corrimento de sangue durante a gravidez pode ser assustador, sobretudo se for a primeira gravidez. Para isto podem contribuir inumeros factores mas, em alguns casos, o corrimento sanguíneo não afecta...
      06-03-2019, 12:25
    Working...
    X