Comunicação

Collapse
No announcement yet.

O terceiro e o quarto mês de idade

Collapse
X
Collapse

  • O terceiro e o quarto mês de idade

    A coordenação motora desenvolve-se e essa evolução nota-se. Qualquer progresso do bebé é, naturalmente, uma grande alegria para todos aqueles que lhe querem bem.

    O terceiro mês de idade

    Há uma melhor coordenação motora, a nível das mãos, pés e braços. O bebé já consegue agitar os braços e as pernas. As articulações da anca e dos joelhos estão mais flexíveis.

    Consegue juntar as mãos, abri-las, alcançar objectos e bater nas coisas com força, relativa, claro! Os pais devem encorajar o seu bebé. Para tal podem pegar em algum brinquedo e colocá-lo perto do alcance do filho para ver se ele tenta agarrá-lo. Nesta idade distraem-se também a olhar para as suas próprias mãos.

    Ao terceiro mês, o bebé, já se consegue manter sentado durante alguns minutos, ainda que para tal necessite de apoio. Quando está sentado, consegue manter a cabeça firme e erecta durante mais algum tempo, mas ainda sem grande firmeza.

    Quando está deitado de barriga para baixo, o bebé tenta, e já consegue, manter a cabeça elevada, assim como parte do peito. - Parece que está a fazer mini-flecções!

    Se o bebé, aos três meses não consegue levantar a cabeça, deve consultar o pediatra.

    A partir desta altura, o sono do bebé começa a regularizar-se. Alguns bebés já dormem a noite inteira o que, até aos doze meses, significa seis horas por noite, ainda que ocasionalmente possam acordar com fome. No entanto, também é verdade que muitos bebés ainda não dormem toda a noite, só o fazendo a partir do sexto mês.

    Aos três meses, o bebé já consegue reconhecer, claramente, a mãe e o pai. É a partir desta idade que começa a distinguir quem é quem, e começa a demonstrar preferências. É também muito provável que, quando ouve a voz dos que lhe estão mais próximos, nomeadamente da mãe, já dirija directamente o seu olhar para ela.

    É capaz de sorrir espontaneamente e responder às vozes conhecidas com sons espontâneos.

    Há quem entenda que esta é uma altura propicia para estimular o desenvolvimento verbal, dado que há alguns estudos que relacionam a inteligência à quantidade de palavras ouvidas durante o primeiro ano de vida. Os pais devem, pois, falar muito com o bebé e podem, inclusive, ler-lhe histórias, mesmo que eles não entendam. Se os pais do bebé falam línguas diferentes e querem que o seu filho aprenda ambas, devem então falar com ele repetindo cada frase em ambas as línguas, ou cada um pode falar na sua própria língua.

    O tacto deve, igualmente, ser estimulado. Para tanto, coloque o seu filho em contacto com objectos de diversos materiais, desde que inofensivos e à “prova de bebé”, claro!

    É muito provável que, nesta altura, o bebé comece a interagir com as outras pessoas, e até com ele próprio. O bebé reage à sua própria imagem reflectida no espelho, nomeadamente sorrindo.

    O quarto mês de idade

    Olha com mais atenção as próprias mãos e dedos. Já é capaz de alcançar e agarrar objectos com as duas mãos, ainda que nem sempre o consiga à primeira tentativa. Uma vez agarrado qualquer objecto, o passo seguinte é levá-lo à boca, logo há que ter muita atenção.

    Quando está deitado de barriga para baixo, o bebé já consegue levantar, firmemente, a cabeça e os ombros, utilizando os braços como apoio. Estando deitado de barriga para baixo, consegue rolar até ficar de lado, e vice versa. - Os pais podem estimular o seu bebé, colocando um brinquedo no lado para o qual ele se costuma virar.

    Aos quatro meses, o estômago do bebé está maior, pelo que não necessita de comer com tanta frequência, mas não deixa de ganhar peso. É normal que, nesta altura, a atenção do bebé se disperse durante a alimentação, pois está mais atento aos estimulos exteriores, o que pode tornar as horas de refeição um pouco mais difíceis.

    Normalmente, os médicos só recomendam o consumo de alguns alimentos sólidosa partir do quarto mês no caso do bebé estar a ser alimentado a biberão ou a partir do sexto mês se o bebé estiver a ser alimentado ao peito. Mas há pais que estão tão ansiosos pela chegada desse momento, que o antecipam para esta altura, começando a dar papas e purés ao seu bebé, já que o aparelho digestivo se encontra mais desenvolvido. Contudo, é aconselhável não o fazerem antes da altura indicada porque pode vir a desenvolver no bebé alergias.

    Há bebés que iniciam a sua dentição de leite aos quatro meses, se bem que seja pouco frequente. Mas se tal acontecer, o bebé começa a babar-se mais do que o costume e a ficar rabugento devido às dores.

    Por esta altura o bebé já tem a capacidade de brincar sozinho, nomeadamente com as mãos e pés, ainda que apenas durante alguns minutos.

    Há investigadores que entendem que, aos quatro meses, o bebé já entende alguns sons básicos. Entre os quatro e os seis meses começa a desenvolver a capacidade de emitir alguns sons, tais como “mã”, se bem que ainda não relacione o som à pessoa. É capaz de repetir alguns sons básicos como “boo”.

    Os bebés vêm as cores desde o momento do seu nascimento, mas têm dificuldades em distinguir cores parecidas como o vermelho e o laranja. Porém, entre o segundo e o quarto mês, começam a distinguir cores e tonalidades semelhantes. Neste momento, é natural que o bebé prefira cores primárias e fortes.

    Por esta altura o bebé reage à presença, à voz e até às expressões faciais daqueles que lhe estão mais próximos, nomeadamente da mãe. Para tal, movimenta as pernas e os braços. Agora, o bebé torna-se um pouco mais selectivo, pois até aqui distribuía sorrisos a toda a gente. Quando rodeado por pessoas estranhas ou num grupo grande, necessita de algum tempo para se habituar e ambientar, se bem que, quando está ao colo da mãe, goste de interagir com outros, especialmente crianças.

    É também por volta desta altura que o bebé se começa a manter desperto durante mais tempo e a estar a tento a pormenores que o rodeiam.
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos Recentes

    Collapse

    • A roupa pré-mamã
      por pbadmin
      A roupa pré-mamã é desenhada para mulheres grávidas, razão pela qual, mesmo que escolha dois ou três números acima do seu tamanho normal a roupa habitual não lhe assentará bem, uma vez que não foi desenhada tendo em conta as alterações por que o corpo...
      06-03-2019, 13:26
    • A cesariana
      por pbadmin


      Hoje em dia é cada vez maior o número de bebés que nascem por cesariana. O bebé sai pelo abdómen, através de uma incisão na parede abdominal (laparotomia) e na parede do útero (histerotomia).


      Quando é que é necessário...
      06-03-2019, 13:20
    • Contradições da gravidez: euforia e desespero
      por pbadmin
      A gravidez representa uma fase de grandes alterações quer físicas quer emocionais, na vida de todas as mulheres que passam por esta experiência. Esta fase que dura, em média, 38 a 40 semanas implica viver intensamente sentimentos contraditórios de alegria...
      06-03-2019, 13:11
    • Pais pela primeira vez: a gravidez
      por pbadmin


      Ao engravidar pela primeira vez a futura mãe vive com grande intensidade as alterações que, a partir desse momento, toda a sua vida sofrerá. Terá curiosidade sobre o desenvolvimento da gravidez, sofrerá com os enjoos matinais, terá muitas...
      06-03-2019, 13:03
    • Falso trabalho de parto
      por pbadmin
      O útero da mulher contrai-se durante a gravidez, principalmente nas últimas semanas. Este tipo de contracções podem ser facilmente confundidas com as contracções do parto que, na verdade, ainda não chegaram.

      O que é o falso trabalho de parto?...
      06-03-2019, 12:30
    • Perdas de sangue durante a gravidez
      por pbadmin


      Por mais pequeno que seja, qualquer corrimento de sangue durante a gravidez pode ser assustador, sobretudo se for a primeira gravidez. Para isto podem contribuir inumeros factores mas, em alguns casos, o corrimento sanguíneo não afecta...
      06-03-2019, 12:25
    Working...
    X