Comunicação

Collapse
No announcement yet.

As birras

Collapse
X
Collapse

  • As birras

    Todas as crianças são diferentes e todas as birras também, por isso, aprender a controlar-se e a não sucumbir ao desespero que uma birra provoca em qualquer pessoa, é o primeiro passo para transformar o seu filho num adulto responsável.

    O que provoca as birras

    Uma criança que não está acostumada a ouvir “não”, pode crescer sem capacidade para resistir às frustrações. Habituada a ter tudo o que quer, não entende porque é que, a partir de certa altura, o mundo deixou de girar à sua volta e ela já não consegue o que quer com tanta facilidade.

    Tem de saber avaliar o que está na origem das birras do seu filho para o ajudar a ultrapassassá-las. As birras podem ser causadas por:
    • Uma predisposição genética, cansaço ou fome.
    • Uma frustração incontrolável ou grande aborrecimento ou um teste à sua própria vontade e individualidade.
    • Choque de personalidades entre a criança e a pessoa que está a cuidar dela ou inveja de outras crianças ou de determinadas situações.
    • Não saber o que quer, uma vez que tem tudo e a escolha torna-se difícil ou então revolta por a deixarem fazer tudo o que lhe apetece e a escolha tornar-se complicadam ou ainda revolta por não a deixarem fazer nada, por estar demasiado controlada e só ouvir “nãos”.
    • Ser uma criança doente, as pessoas deixam-na fazer o que quer sem se aperceberem que ela também e, até mais do que as outras crianças, tem de aprender a lidar e controlar as suas emoções.
    • Problemas na família que a criança naturalmente não compreende e que a afectam.
    • Ambientes pouco indicados para a criança: com muito barulho, confusão e stress ou então demasiado silenciosos.
    • Uma forma de experimentar chamar a atenção dos adultos ou de conseguir o que quer.


    Como lidar com elas

    Mantenha-se firme, não cedendo à birra e ensinando-o a lidar com as suas próprias emoções. Procure, acima de tudo:
    • Manter-se calma, evitando discutir, expondo as razões de facto que a levam a tomar a atitude que toma.
    • Ser honesta e falar-lhe abertamente da birra e do que a está a provocar.
    • Deixá-la sozinha ou ignorá-la quando a reacção que tem à sua ajuda não for a melhor, dizendo-lhe isso mesmo ou deixá-la gritar até se acalmar.
    • Dizer “não” quando tiver de ser e mantê-lo enquanto achar necessário e não ralhar ou bater, uma vez que isso não a ajudará em nada, apenas contribui para aumentar a intensidade e a frequência das birras.
    • Ser sensata nos horários que lhe impõe, preparando-a aos poucos para comer ou tomar banho, depois da brincadeira. A rotina ajuda a evitar birras.
    • Fazê-la ver o que perde por estar a fazer birra e não lhe dar ideias para fazer birras, procurando distrai-la e ensiná-la a canalizar a sua energia para coisa úteis.
    • Evitar as perguntas que tenham um não como resposta imediata, como por exemplo “Queres ir dormir?” e brincar com ela dando-lhe toda a sua atenção sempre que se porta bem, por forma fazer ressaltar a grande diferença que existe entre o portar-se bem e o fazer birras.
    • Elogiar o bom comportamento dela no dia anterior e demonstrar-lhe o seu apreço e gosto que tal se verificasse mais vezes.


    Lembre-se que os pais meigos e compreensivos criam crianças meigas e compreensivas. Por vezes não é fácil, mas a paciência, que deve “cultivar” muito bem, a partir do momento em que decidir ter um filho, ajudá-la-á a educar o seu filho da melhor forma.
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos Recentes

    Collapse

    • Incontinência Urinária
      por TENA
      Sabia que a gravidez e o parto natural são as principais causas de incontinência urinária feminina?

      Esta semana é dedicada à sensibilização para o tema, com o seu assinalar específico a 14 de março, um pouco por todo o mundo. Por aqui, a...
      12-03-2012, 13:27
    • Crianças, Verão e... SOS Escaldão!
      por admin
      O Verão está a chegar e, com ele, os grandes dias de Sol e praia, actividades ao ar livre e muita liberdade... Ou seja, é tempo de redobrar os cuidados com as crianças!
      Acabam as preocupações inerentes ao Inverno e à época escolar, começam out...
      10-06-2011, 09:09
    • Assadura da fralda: Como tratar as assaduras do bebé?
      por admin
      Uma das lesões mais comuns nos bebés e crianças pequenas é a assadura ou dermatite da fralda. (Saiba como prevenir e tratar a assadura do bebé.


      Quais os sintomas? A assadura consiste numa irritação na pele causada pelo contacto com a...
      17-04-2011, 19:56
    • Apneia do sono da criança
      por Equipa Editorial PinkBlue


      Todo o sono, na criança como no adulto, é normalmente entrecortado por períodos em que a respiração pára. Chamam-se a esses períodos, de apneia. É uma situação perfeitamente normal, quando não dura mais de 15 segundos por episódio. Por...
      05-02-2007, 01:00
    • Icterícia neonatal
      por Equipa Editorial PinkBlue
      Icterícia é uma situação habitual no recém-nascido e normalmente não é motivo de preocupação. A palavra icterícia provém do grego ikteros, através do latim icteritia, vocábulo utilizado para designar o tom amarelado da “branca do olho” e da pele de muitos...
      05-05-2006, 00:00
    • Cuidados com o recém-nascido a realizar fototerapia
      por Equipa Editorial PinkBlue


      A icterícia nos recém-nascidos é muito comum. Na maioria dos casos é uma situação normal, inocente, por um curto período de tempo.

      Quando o tratamento é necessário por bilirrubina elevada no sangue, a fototerapia é segura e...
      05-05-2006, 00:00
    Working...
    X