Comunicação

Collapse
No announcement yet.

Introduzir o biberão após amamentar

Collapse
X
Collapse
  •  

  • Introduzir o biberão após amamentar

    Por vezes, e por força das circunstâncias, a mulher tem de parar de amamentar o bebé e começar a dar-lhe o biberão. Esta transição deve ser o mais suave possível e a pensar sempre nas necessidades do mesmo.

    Substituir a amamentação pelo biberão

    Se trabalha fora de casa a escolha do biberão ganha um novo peso, quando regressa ao local de trabalho, após o cumprimento da licença por maternidade.

    Nessa altura, poderá ser mais complicado prosseguir com a amamentação, pelo que o biberão torna-se um substituto valioso.

    Assim sendo, poderá iniciar a alimentação a biberão, pelo menos, duas semanas antes de voltar às tarefas profissionais.

    Esta antecipação deve-se ao facto do bebé precisar de um certo período de habituação ao novo processo de alimentação. Por mais estranho que pareça, chupar na tetina do biberão requer movimentos de boca e língua diferentes do que chupar no mamilo da mãe.

    Além deste período de adaptação, a mãe deve tentar seguir duas outras regras que tendem a tornar a substituição do peito pelo biberão um pouco menos “dolorosa”:
    • Oferecer o biberão um pouco antes da hora habitual da refeição do bebé, por forma a que este possa juntar o apetite à curiosidade de um novo objecto fornecedor de leite, mas sem contudo cair na frustração de estar a ser alimentado por um “mamilo de borracha”.
    • Se o puder fazer, deverá atribuir a tarefa de dar o primeiro biberão ao bebé a outra pessoa (o companheiro, por exemplo), evitando, assim, que a criança se sinta confusa com o facto de a mãe não lhe dar o peito como habitual.
    • No caso de você ter muito leite e necessitar de ir trabalhar, pode tirar o leite com o saca-leite que o passa logo para sacos próprios, congelando-os depois. Quando necessário, o leite é amornado em banho-maria e passado para o biberão. Assim, o bebé pode alimentar-se do leite materno quando não estiver presente.


    Dificuldades

    Há bebés que, apesar dos esforços da mãe, rejeitam constantemente o biberão. Esta é uma situação frustrante que pode ser superada com recurso a quatro técnicas básicas:
    • Utilização de uma tetina o mais semelhante possível com a chupeta do bebé.
    • Aquecimento da tetina com água quente, tornando-a mais apelativa.
    • Colocação de uma porção de leite materno na tetina, incentivando o bebé a chupar.
    • Deixar o bebé mexer e brincar com a tetina do biberão. É a sua maneira de se familiarizar com este objecto estranho.


    Caso o bebé continue a rejeitar o biberão, uma, duas, três vezes seguidas, você deverá evitar a tentação de lhe dar mama imediatamente.

    O ideal é aguardar cinco ou dez minutos, por forma a que o bebé não associe a sua recusa do biberão a uma gratificação desejada (a amamentação).

    Embora, regra geral, até o bebé mais renitente acabe, com o passar do tempo e com a persistência da mãe, por “pegar” no biberão, há casos excepcionais de bebés que nunca se habituam a este processo de alimentação.

    Nestes casos, nada mais poderá fazer a não ser resignar-se e aconselhar-se junto do pediatra sobre a melhor forma de contornar a situação.
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos Recentes

    Collapse

    Working...
    X