Comunicação

Collapse
No announcement yet.

O colchão

Collapse
X
Collapse

  • O colchão

    Certamente que deseja para o seu bebé um bom sono, e, para o garantir deve escolher um colchão adequado às suas necessidades. Não se esqueça que o primeiro colchão deverá servir para os dois ou três primeiros anos. Por isso, a consistência do colchão deve ser o mais importante a ter em conta, para segurança e conforto do bebé.
    Click image for larger version

Name:	colchoes.jpg
Views:	1
Size:	2.3 KB
ID:	3534409

    O colchão de molas

    O colchão de molas é o que mais se parece com um colchão de adulto, mas em ponto pequeno. É feito de pequenas molas de metal cobertas por várias camadas de estofo.

    Vantagens deste tipo de colchão:
    • Oferece um suporte que pode variar nas várias partes do corpo da criança e nos seus vários níveis de crescimento, resistindo ao aumento de tamanho e peso.
    • Não se deformar tão rapidamente como os colchões de esponja, e tem uma duração mais prolongada. Pode ainda, mais tarde, ser adaptado a uma cama.


    Desvantagens:
    • Os colchões de molas são mais pesados que os de esponja, o que dificulta a mudança de lençóis, a remoção do colchão ou a sua limpeza.
    • Quando conseguem manter-se de pé, as crianças podem usar a impulsão das molas para tentar saltar para fora do berço.


    A qualidade dos colchões, que se reflecte no seu preço, pode verificar-se pelo número de molas no seu interior. Quanto mais molas, mais firmeza e maior estabilidade. As molas mais resistentes são feitas de aço e as melhores costuras são as de fio, em vez de vinil, cosidas muito juntas para não se separarem.

    O colchão de esponja

    O colchão de esponja é feito de uma peça única de esponja, de altura variável.

    Vantagens:
    • É muito leve.
    • Os cantos cortados em ângulo recto ajudam a manter os lençóis direitos.

    Desvantagens:
    • Dura menos tempo que o colchão de molas.
    • Como é mais mole, tende a abater com o peso da criança e a ficar deformado, impedindo que o corpo do bebé se mantenha direito.


    Outras características a considerar:
    • Existem colchões de esponja de melhor qualidade, feitos de espuma mais densa. Este material pode tornar os colchões mais rijos e ortopédicos, mas também mais pesados. Por vezes, podem ter várias camadas, de diferente espessura, e um reforço nas extremidades.
    • A cobertura, que pode ser de plástico ou de tecido, para evitar as manchas e a humidade da urina ou do vómito no colchão. Deve ser resistente para aguentar várias lavagens e, permitir a respiração do corpo do bebé.
    • Saídas de ar nos lados, para garantir a respiração do colchão e prevenir o rompimento das costuras quando sujeito a mais peso.
    • Garantia anti-alergia: o fabrico dos colchões deve ser feito com materiais completamente anti-alérgicos e com garantia reconhecida dos fabricantes, visível no colchão e na embalagem.
    • Anti-bacteriano: apesar de ser normalmente adicionado aos colchões um produto químico que pretende repelir os germes, esta qualidade pode não se manter. Por isso, é aconselhada uma cobertura plástica para que se possa assim limpar frequentemente. O colchão deve ser virado regularmente e devem ser seguidas as instruções do fabricante para o limpar, de vez em quando: fazê-lo com um pano e um pouco de sabão diluído, removendo depois o sabão com um pano húmido em água.


    NOTA: Por motivos de higiene, cada bebé deve começar por ter um colchão novo. A escolha do primeiro colchão deve seguir-se à compra do berço para se adequar às suas medidas.

    Os bebés devem dormir sempre de barriga para cima ou de lado. Foi observado por cientistas que o Síndroma da Morte Súbita pode ser provocado por sufocação quando o bebé dorme de barriga para baixo.
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos Recentes

    Collapse

    • Incontinência Urinária
      por TENA
      Sabia que a gravidez e o parto natural são as principais causas de incontinência urinária feminina?

      Esta semana é dedicada à sensibilização para o tema, com o seu assinalar específico a 14 de março, um pouco por todo o mundo. Por aqui, a...
      12-03-2012, 13:27
    • Crianças, Verão e... SOS Escaldão!
      por admin
      O Verão está a chegar e, com ele, os grandes dias de Sol e praia, actividades ao ar livre e muita liberdade... Ou seja, é tempo de redobrar os cuidados com as crianças!
      Acabam as preocupações inerentes ao Inverno e à época escolar, começam out...
      10-06-2011, 09:09
    • Assadura da fralda: Como tratar as assaduras do bebé?
      por admin
      Uma das lesões mais comuns nos bebés e crianças pequenas é a assadura ou dermatite da fralda. (Saiba como prevenir e tratar a assadura do bebé.


      Quais os sintomas? A assadura consiste numa irritação na pele causada pelo contacto com a...
      17-04-2011, 19:56
    • Apneia do sono da criança
      por Equipa Editorial PinkBlue


      Todo o sono, na criança como no adulto, é normalmente entrecortado por períodos em que a respiração pára. Chamam-se a esses períodos, de apneia. É uma situação perfeitamente normal, quando não dura mais de 15 segundos por episódio. Por...
      05-02-2007, 01:00
    • Icterícia neonatal
      por Equipa Editorial PinkBlue
      Icterícia é uma situação habitual no recém-nascido e normalmente não é motivo de preocupação. A palavra icterícia provém do grego ikteros, através do latim icteritia, vocábulo utilizado para designar o tom amarelado da “branca do olho” e da pele de muitos...
      05-05-2006, 00:00
    • Cuidados com o recém-nascido a realizar fototerapia
      por Equipa Editorial PinkBlue


      A icterícia nos recém-nascidos é muito comum. Na maioria dos casos é uma situação normal, inocente, por um curto período de tempo.

      Quando o tratamento é necessário por bilirrubina elevada no sangue, a fototerapia é segura e...
      05-05-2006, 00:00
    Working...
    X