Comunicação

Collapse
No announcement yet.

Os problemas sociais numa criança enurética

Collapse
X
Collapse

  • Os problemas sociais numa criança enurética

    Para além de um constrangimento para os pais, esta disfunção é, essencialmente, uma grande humilhação para a criança, podendo vir a afectar fortemente a sua auto-estima e socialização.

    O que fazer? A importância de uma primeira consulta

    A criança enurética tem vergonha de fazer chichi na cama e quer esconder este problema. Daí que tudo o que implique passar a noite fora de casa seja um grande problema. Isto também vai afectar a vida social da criança, que se vai mostrar apreensiva à ideia de ir dormir a casa de um familiar, de um amigo ou de participar num acampamento.

    Por outro lado, estes meninos pensam que são os únicos que ainda fazem chichi na cama, o que os faz sentir diminuídos perante as outras crianças da sua idade, criando um quadro de infelicidade. Logo, a criança enurética pode vir a sofrer graves problemas de auto-estima e auto-comfiança, sendo muitas das vezes alvo de “gozo” por parte dos seus colegas.

    Embora a Enurese Nocturna tenda a passar naturalmente com a idade, o primeiro passo que os pais têm de dar é levar a criança ao seu médico de família ou pediatra, para despistar a “doença” e conhecer as causas da mesma. Pode dar-se o caso de a criança sofrer de outros problemas que não sejam identificados como sendo Enurese Nocturna, nomeadamente infecções urinárias, que requerem tratamento especializado e adequado.

    Conselho aos Pais

    É importante lembrar que a culpa não é da criança, nem dos pais. Ficar zangado ou castigar a criança apenas vai agravar a situação. Apoiar ou incentivar os esforços dos enuréticos em manterem-se secos ajuda realmente a superar o problema. Procurar alguma ajuda acelera o processo, poupando o sofrimento e a angústia da família.

    Os tratamentos possíveis da Enurese Nocturna

    Depois de se eliminar a hipótese da bexiga ser a causa do problema, o seu médico pode discutir com a criança e consigo, qual a melhor opção para o seu caso.

    Hoje em dia existem terapias e medicamentos que podem tratar este problema. Contudo, só um médico pode indicar qual o tratamento mais eficaz para cada criança.

    Deixamos aqui algumas terapias utilizadas:
    [list]

    Terapia com Alarme:

    O alarme consiste em duas peças que são colocadas na cama e, quando a criança começa a fazer chichi, o contacto da urina com a coberta faz o alarme soar. Ao fim de algumas semanas, a criança vai acordar sozinha quando sentir a bexiga cheia.

    Os estudos mais recentes questionam o método do alarme, por ser um método complexo que requer uma grande compreensão e disponibilidade dos pais.

    O recurso a medicamentos é hoje indicado como o tratamento mais eficaz.

    Medicamentos (apenas sob prescrição médica):

    Imipramina - Embora este problema não seja depressivo ou neuropsicológico, este tipo de anti-depressivo é muitas vezes utilizado na Enurese Nocturna. No entanto, e segundo um estudo recente (1ª Conferência Mundial sobre Incontinência, co-patrocinada pela Organização Mundial de Saúde, a fim de definir e encontrar estratégias para o tratamento da Enurese, 1998), este tipo de medicamento não pode ser recomendado para o tratamento da Enurese Nocturna, devido aos seus efeitos secundários;

    Desmopressina - Trata-se de um análogo sintético da hormona antidiurética que aumenta a concentração de urina e diminui o volume urinário, sem efeitos secundários e com uma prolongada acção. A Desmopressina é o tratamento mais receitado pelos médicos e, em muitos casos, consegue eliminar o problema em poucos meses. Existe em spray e em comprimidos, mas a maioria dos pais e crianças prefere os comprimidos por serem mais discretos e cómodos. Porém, o sucesso deste tratamento depende do rigoroso cumprimento das indicações prescritas.

    Terapia Motivacional:

    A abordagem do tratamento da Enurese Nocturna é feita em reuniões onde toda a família pode e deve estar envolvida. O objectivo destas sessões é encorajar a criança enurética a assumir a responsabilidade pelo seu problema e ensinar a família a ajudá-la a ultrapassar a sua Enurese Nocturna.

    Existem ainda outras medidas que podem ser tomadas pela criança enurética, como beber líquidos regularmente durante o dia, evitando bebidas gaseificadas, chá e café à noite, pois aumentam a produção de urina.

    Adoptar um papel activo, uma atitude positiva perante o problema da Enurese Nocturna do vosso filho, contribuirá de maneira decisiva e positiva para a probabilidade de êxito do tratamento.

    Recomendações destinadas aos pais

    A ajuda dos pais:

    Para a Enurese Nocturna ser ultrapassada, é preciso que a criança esteja motivada a melhorar. Mas não só, pois a colaboração dos pais é de extrema importância. E para ajudar a criança, para além de a levar ao médico, os pais devem:
    • Alterar os hábitos prejudiciais, como beber líquidos antes de ir para a cama;
    • Lembrar à criança de fazer chichi antes de se deitar;
    • Não falar com outras pessoas sobre este assunto quando o filho está presente;
    • Não envergonhar ou castigar a criança;
    • Incentivar o filho enurético. Este incentivo pode ser feito através de várias brincadeiras. Como por exemplo um jogo onde a criança, num cartaz com os dias da semana, cola uma cara sorridente quando não faz chichi, ou uma bola amarela quando faz;
    • Certificar-se que a criança toma banho de manhã, para evitar o desagradável odor a urina que o “denunciaria” entre os colegas na escola;
    • Ajudar a criança a responsabilizar-se pela sua Enurese, nomeadamente deixando-o participar na discussão do problema, assim como na tomada de decisões;
    • Deixar e incentivar a criança a ajudar na muda da cama e do pijama, pois tal ajudará a criança a ultrapassar o problema e a participar na resolução do seu problema;
    • Remover sentimentos de culpa e mostrar à criança que a Enurese é uma situação frequente e que atinge outras crianças;
    • Fazer com que a criança faça “exercícios” da bexiga, como seja tentando fazer um intervalo cada vez maior entre a vontade e a ida à casa-de-banho; e ainda ensinar o enurético a controlar o jacto urinário, aprendendo a interrompê-lo.;
    • Evitar a utilização de fraldas, o que provocaria um retrocesso na criança.


    Mas a maior ajuda que os pais podem dar é levar a criança enurética ao médico!
      Os comentários estão desactivados.

    Artigos mais Recentes

    Collapse

    • A Enurese Nocturna Primária
      Equipa Editorial PinkBlue
      Saber o que é, quais são os sintomas e as causas da enurese nocturna primária é uma necessidade com que cada vez mais pais se deparam. A informação é a via mais rápida e a forma mais fácil de resolver este problema e ajudar o seu filho.

      O que é a Enurese Nocturna Primária A Enurese Nocturna Primária é a emissão involuntária de urina durante o sono, depois dos cinco anos de idade. Ser primária significa que a crian...
      24-09-2003, 00:00
    • Os problemas sociais numa criança enurética
      Equipa Editorial PinkBlue
      Para além de um constrangimento para os pais, esta disfunção é, essencialmente, uma grande humilhação para a criança, podendo vir a afectar fortemente a sua auto-estima e socialização.

      O que fazer? A importância de uma primeira consulta A criança enurética tem vergonha de fazer chichi na cama e quer esconder este problema. Daí que tudo o que implique passar a noite fora de casa seja um grande problema. Isto também vai afectar a vida social da criança, que se vai mostrar apreensiva à ideia de ir dormir a casa de um familiar, de um amigo ou de participar num acampamento. Por outro lado, estes meninos pensam que são os únicos que ainda fazem ...
      24-09-2003, 00:00
    • Segurança em viagem
      Equipa Editorial PinkBlue
      Um passeio ao ar livre, uma visita a casa de um parente ou de um amigo, uma ida às compras, todos estas viagens acarretam potenciais perigos. Tudo pode ou não acontecer. Como prevenção, habitue-se a transportar consigo, para além de algum material de primeiros socorros como medicamentos e até um termómetro, mecanismos para não perder o seu filho de vista.

      Identificação

      É muito importante que coloque no seu filho ou na sua roupa uma forma de identificação. Um fio ou uma pulseira, com o nome, morada e número de telefone, para o caso de ser perder.

      Correia de segu...
      22-07-2003, 00:00
    • Segurança dentro de casa
      Equipa Editorial PinkBlue
      No início, o seu bebé é um ser muito frágil e indefeso, que pouco se movimenta. Mas, o desenvolvimento das capacidades motoras vai fazer com que a criança queira explorar o mundo à sua volta, queira tocar, sentir e provar tudo o que está por perto. Quando começar a gatinhar ou a andar pela casa, mais difícil vai ser a sua vigilância que terá de ser permanente. Os acidentes domésticos são muito frequentes, seja com quedas de móveis, candeeiros partidos, choques eléctricos ou casas inundadas.

      Recomendações gerais

      Para a segurança dos filhos e dos pais, logo que o bebé começa a gatinhar, tenha as várias divisões da casa devidamente preparadas.

      Qualquer tipo de produto químico ou de bebida alcoólica são perigosos para as crianças, que têm tendência para levar tudo à boca. Os medicamentos em zonas acessíveis, quer em carteiras quer em cima da sua cama, na mesinha de cabeceira ou outros móveis também constituem um foco de perigo. As estantes e prateleiras, as arcas e a televisão são um perigo caso não estejam bem presas à parede, uma vez que a criança gosta de trepar e usa tudo o que estiver ao seu alcance para o conseguir, puxando mesmo objectos pesados.

      Protecções nas fichas eléctricas As protecções nas fichas eléctricas, em toda a casa, fazem com que seja impossível a criança enfiar os dedos ou fios e apanhar choques eléctricos. Este tipo de protecção pode consistir na imitação de uma ficha que se coloca na tomada e impede que a criança tente empurrar coisas lá para dentro ou então protecção especial que tape toda a tomada e a ficha. Algumas destas podem servir também como luz de presença, mas de forma a que a criança não as consiga remover. Pode também optar por comprar apenas capas exteriores que se enfiam na tomada e o bebé não os consegue tirar ou então usar tampas de protecção que se aparafusam à parede e se fecham logo que acabe de usar a tomada. ...
      21-05-2003, 00:00
    • Poder paternal
      Equipa Editorial PinkBlue
      O recurso ao Tribunal em caso de divergência de opinião, relativamente aos filhos menores, geralmente só se dá na fase em que os problemas do casal já abrangem outros aspectos da vida em comum e se está perante uma situação de ruptura. Torna-se necessário salvaguradar o bem estar dos filhos, conferindo-lhes estabilidade e segurança em todos os aspectos das suas vidas.

      Necessidade de regulação do poder paternal A Lei estabelece que na constância do matrimónio o exercício do poder paternal pertence a ambos os ...
      05-12-2002, 01:00
    • Salada de courgette com ervas (a partir de 1 ano)
      Equipa Editorial PinkBlue
      Preparação: 10 minutos

      Ingredientes: 80 gr de courgette; 1 colher de salsa, cerefólio e cebolinho picados; 1 colher de óleo de girassol; 1 piatada de sal; algumas gotas de limão

      Utensílios: Ralador

      Confecção Lava-se a courgette eliminando as extremidades. Rala-se mui...
      02-12-2002, 01:00
    Working...
    X