Para o futuro pai a gravidez é, igualmente, um momento especial. Também o homem vibra com a perspectiva de vir a ser pai, ainda que possa revelar alguns receios e, por vezes, não saiba muito bem como compartilhar este importante momento com a sua companheira.

Os receios mais comuns do futuro pai

Os sentimentos de insegurança e ansiedade não são monopólio da grávida, pois também o futuro pai os tem.

Os receios do pai são variados. Desde logo, saber se, financeiramente o rendimento disponível é suficiente para suportar a chegada de mais um elemento. Também se questiona sobre a sua capacidade de proteger a familia e de ser um bom pai.

Ao saber que vão ser pais, alguns homens confrontam-se com a sua própria mortalidade, no sentido em que receiam falecer sem conseguir acompanhar a vida e crescimento do filho.

Outro motivo de ansiedade são as preocupações constantes com a saúde da grávida e do seu bebé, pois ter um filho saudável é o maior desejo de qualquer pai.

A mudança que a chegada de um filho implica, em qualquer relação, faz nascer, no futuro pai, o medo de ser substituído pelo filho no coração e afectos da mãe. Receia ser relegado para segundo plano.

Ora, todos estes receios são perfeitamente naturais e não há que ter preocupações, pois tomar consciência de que se fez parte do processo de criação é, certamente, uma sensação esmagadora.

Partilhar a gravidez

É certo que é a mulher quem carrega o bebé no seu útero, mas isso não significa que o homem não possa ter um papel activo na gravidez. Na verdade, o homem não só pode como deve participar deste momento tão importante para ambos.

Desde logo, o futuro pai pode começar por acompanhar a grávida às consultas. Deve estar com ela na realização de testes e exames, como a ecografia e a amniocentese se esta for necessária.

Pode, também, elogiar o corpo da sua companheira, dizer como gosta de ver a barriga crescer e de sentir o bebé e ajudá-la em tudo o que puder, mostrando-se sempre disponível.

É igualmente importante que participe na tomada de decisões, desde a escolha do nome, à compra de roupa, brinquedos, à escolha do tipo de alimentação e à frequência de exercício de preparação para o parto.