Comunicação

Collapse
No announcement yet.

slot_topleaderboard_post

Collapse

Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

Collapse
X
  • Filtrar
  • Tempo
  • Mostrar
Clear All
new posts

  • #16
    RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

    JOana.. (03-09-2009)
    giselito (03-09-2009)O que eu percebi do tópico, é para "sossegar" as mães que por um ou outro motivo não conseguiram amamentar.

    As que não querem por opção, podemos discordar, mas temos, a meu ver, de respeitar.

    As mães que querem amamentar vão tentar, e tentar, é sabido, que nos dias que correm, começa a dar-se valor à amamentação, e começam a incentivar, mas ainda há muita gente da "velha guarda" e não informa, não se esforça por transmitir, ou pelo menos não da melhor forma.

    Depois vem o insucesso, ou porque acham que o "leite é fraco" ou que não chega. E o que fica. Um sentimento de culpa ENORME. Porque quem quis amamentar sabe que amamentar é natural, que todas conseguem, que o leite não é nada fraco, etc, etc. E com o insucesso o que fica na cabeça? Mas toda a gente consegue, menos eu? (e há tantos eus que não conseguem).

    Na cabeça de uma mãe que não conseguiu, num primeiro instante a "culpa" não é da enfermeira que disse que o leite é fraco, é dela. Ela falhou como mãe (na cabeça dela), não conseguiu dar ao filho/a o melhor alimento.

    Acho que este post tinha o intuito de dizer às mães que não conseguiram, que é normal sentir-se tristes, mas que a culpa não cabe a ninguem.


    Minha cara nao tentes ser psicologa e saber o que as pessoas pensam ou sentem!

    Tas muito enganda, plo menos a meu respeito... Pena? sim tenho imensa de nao ter tido um leite bom para o meu filho.. culpa?? nenhuma... porque sei o q fiz a coisa certa! culpa deviam sentir certas maes q por causa da m erda de orgulho deixam os filhos a berrar a fome!

    Quanto haver ou nao leites fracos... ja nem vou entrar nessa historia... eu sei o que me aconteceu, sei o que vivi e o que vi. nao foi preciso ninguem mo dizer.. Por isso o que os outros pensam nao me interessa nada, mas acho um piadao terem tanta convicção numa coisa que nunca passaram por ela..

    agora venham me com os estudos.. os estudos ao fim ao cabo nao querem dizer nada.. que eu saiba nao andaram a analisar o leite de todassssssssssssss as mulheres do mundo!

    triste?????? nao.. tenho a maior alegria do mundo tenha ele bebido LM ou LA que q isso é comparado com o te lo comigo, lindo perfeito e saudavel??


    cara JOana, ainda bem que não passou pelo sentimento de culpa. Eu, infelizmente passei, chorei "baba e ranho" e dar o biberon ao meu filho fazia-me doer a alma. Senti-me má mãe, senti remorsos e muita culpa. Quis aqui dizer a outras mães que não o façam, que com a distÂncia percebi que não sou menos mãe por isso.

    Opções, decisões e opiniões são para respeitar.

    Comentar


    • #17
      RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

      JOana.. (03-09-2009)
      giselito (03-09-2009)O que eu percebi do tópico, é para "sossegar" as mães que por um ou outro motivo não conseguiram amamentar.

      As que não querem por opção, podemos discordar, mas temos, a meu ver, de respeitar.

      As mães que querem amamentar vão tentar, e tentar, é sabido, que nos dias que correm, começa a dar-se valor à amamentação, e começam a incentivar, mas ainda há muita gente da "velha guarda" e não informa, não se esforça por transmitir, ou pelo menos não da melhor forma.

      Depois vem o insucesso, ou porque acham que o "leite é fraco" ou que não chega. E o que fica. Um sentimento de culpa ENORME. Porque quem quiz amamentar sabe que amamentar é natural, que todas conseguem, que o leite não é nada fraco, etc, etc. E com o insucesso o que fica na cabeça? Mas toda a gente consegue, menos eu? (e há tantos eus que não conseguem).

      Na cabeça de uma mãe que não conseguiu, num primeiro instante a "culpa" não é da enfermeira que disse que o leite é fraco, é dela. Ela falhou como mãe (na cabeça dela), não conseguiu dar ao filho/a o melhor alimento.

      Acho que este post tinha o intuito de dizer às mães que não conseguiram, que é normal sentir-se tristes, mas que a culpa não cabe a ninguem.
      Minha cara nao tentes ser psicologa e saber o que as pessoas pensam ou sentem!

      Tas muito enganda, plo menos a meu respeito... Pena? sim tenho imensa de nao ter tido um leite bom para o meu filho.. culpa?? nenhuma... porque sei o q fiz a coisa certa! culpa deviam sentir certas maes q por causa da m erda de orgulho deixam os filhos a berrar a fome!

      Quanto haver ou nao leites fracos... ja nem vou entrar nessa historia... eu sei o que me aconteceu, sei o que vivi e o que vi. nao foi preciso ninguem mo dizer.. Por isso o que os outros pensam nao me interessa nada, mas acho um piadao terem tanta convicção numa coisa que nunca passaram por ela..

      agora venham me com os estudos.. os estudos ao fim ao cabo nao querem dizer nada.. que eu saiba nao andaram a analisar o leite de todassssssssssssss as mulheres do mundo!

      triste?????? nao.. tenho a maior alegria do mundo tenha ele bebido LM ou LA que q isso é comparado com o te lo comigo, lindo perfeito e saudavel??


      Este tema acaba sempre neste tipo de comentários. E há sempre muita incompreensão de parte a parte. Quanto á frase sublinhada eu e as mamãs que amamentaram poderiam dizer-te a mesma coisa: que como não passáste pela superação dos obstaculos e foste bem sucedida a amamentar, também não deverias ter convicção nenhuma!



      Mas o que é certo é que tens. É a tua e expressáste-a muito bem. Por isso acho que quem tem a opinião contrária também se pode dar a esse luxo... mas bem.



      As razões pelas quais damos LA aos nossos bébés eu entendo TODAS, podes acreditar. As razões pelas quais as mamãs que não amamentaram se exaltam com tanta facilidade em relação a este assunto, é que nem sempre consigo perceber...



      Eu não falo de estudos a ninguém. Desconheço-os até. O que sei é que amamentar é um processo natural que a nossa sociedade complexificou, por uma infinidade de razões, que não interessa aqui discutir.



      Se não há a tal culpa (que concordo com a giselito, aliás concordo com tudo o que ela disse, muitas mulheres sentem) então para quê tanta crispação?


      Comentar


      • #18
        RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

        Eu nao vou responder a mais nada! para nao me tornar repetitiva... Ja disse a minha opiniao noutros topicos, ja é o suficiente!



        Agora outra coisa, quem disse q nao passei obstaculos para amamentar. tambem esta redondamente enganada! Amamentei ate aos 2meses. por isso ja foi alguma coisa, ja posso falar alguma coisa que seja! (veem? so devemos falar do que sabemos.. )



        Sempre fui e sou a favor da amamentação, LM em primeiro lugar, mas se nao for possivel, paciencia, importante e nao deixarem os bebes a berrar como eu ja vi!

        e fico me por aqui!
        [hr]





        O Principe Nasceu: 4 de Dezembro 2008 (39s) - 3,550kg e 49,1cm



        Afilhada :star: sign_mum - O Rodrigo nasceu 02/02/2009

        Comentar


        • #19
          RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

          RGP: Há mulheres (é raro) que não chegam a ter leite.

          O que eu queria dizer - para sossegar outras grávidas - é que facto de não se aumentar o nº de, não se ficar com as mamãs enormes e doridas, não é sinal de não ter leite (poderá ser).

          Nunca precisei de usar um soutiã maior, da 1ª vez senti as mamas duras (sem dor) e cheias, da 2ª vez nada! Nem me dei pela subida de leite, a filhota mamou até cerca dos 8 meses.



          Tens razão não é drama (pelo menos não deveria ser) não conseguir amamentar. Os laços efectivos estabelecem-se com ou sem amamentação.





          bjs

          Comentar


          • #20
            RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

            JOana.. (04-09-2009)Agora outra coisa, quem disse q nao passei obstaculos para amamentar. tambem esta redondamente enganada! Amamentei ate aos 2meses. por isso ja foi alguma coisa, ja posso falar alguma coisa que seja! (veem? so devemos falar do que sabemos.. )


            Exactamente: foi precisamente que quis chegar: todos podemos falar, seja qual for a opinião!


            Comentar


            • #21
              RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

              Pois eu senti sentimento de culpa, muita culpa, durante muitos anos.

              É bom sentir culpa, faz-nos reavaliar as situações e pensar se realmente poderíamos ter feito mais, procurado mais, persistido mais.

              Não posso deixar de dizer que a amamentação requer persistência.

              Não é nenhum drama não dar de mamar mas é bem melhor fazê-lo. Por isso digo é bom sentir culpa e da vez seguinte triunfar e poder dizer que venci esta batalha, que aprendi com os meus erros, que não os tornei a repetir.

              Já sabemos que há mães que não têm leite, ou que têm leite fraco. Mas é bom que avaliemos as condições sociais e económicas destas mulheres. Compararmo-nos com as condições dos tempos das nossas avós não é nada correcto, a alimentação delas era muito diferente. Por isso torço o nariz quando alguém diz que tem o leite fraco, quê? não come? Eu não gosto de comer mas por causa de amamentar passei a comer em quantidade e em qualidade. Isso conta, tudo conta.

              Mais uma vez digo não é nenhum drama e com o tempo a mulher que não amamenta também chega a essa conclusão.

              Comentar


              • #22
                RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                Olá a todas.

                Antes de mais quero dizer que estes pots, mais do que ajudar (sei que é essa a intenção, louvável), acabam por reunir à sua volta pessoas que acabam por fazer sentir mais mal que bem aquelas que não conseguiram fazer o que é suposto - amamentar até tarde.



                Eu já tive dois filhos: o 1º amamentei até aos 3m, mas sempre com LA associado. O 2º filho amamentei em exclusivo até ao 15 dias de vida, introduzi LA porque ele perdia peso a olhos vistos, ao mês de vida mesmo com LA ficou internado 3 noites no hospital... um susto grande. Vi o meu filho que nasceu com 3310kg, magro, muito magro e assustei-me como nunca. Consegui amamentar até aos 3m com a ajuda do LA, é claro.

                Chorei, chorei muito, porque pensei que conseguia, desejava mto, mas não consegui.

                Vale a pena martirizar-me? Não.

                Se o LM é melhor do que o LA? Acredito que sim, sempre.

                Sou pior mãe, que uma que amamente até muito mais tarde? Não.



                Isto é como os partos: quando estamos grávidas, são as próprias mulheres (aquelas que já foram mães) que nos contam as histórias mais absurdas, mais dolorosas... são aquelas que acham que só elas é que sabem porque pariram com dor, muita dor!!! Olhem, tive 2 partos normais, o 1º com epidural mas penei até lá, do 2º tive a epidural mas dita não pegou... se acho que sou melhor mãe porque passei pelas dores? Não, de todo.



                Por isso, o que tenho a dizer sobre o facto de não amamentarmos (por opção ou não): SOMOS MÂES e SEREMOS MELHORES MÃES SE DEIXARMOS DE NOS ACUSAR UMAS ÁS OUTRAS. ~

                NÃO AMAMENTAR NÃO TEM DE SER UM DRAMA OS NOSSOS FILHOS MERECEM MÃES FELIZES E INTEIRAS NO SEU AMOR PARA COM ELES



                bjs àquelas mamãs que como eu não conseguiram concretizar em pleno o seu sonho de amamentar

                bjs àquelas mamãs que conseguiram concretizar o seu sonho de amamentar




                Tenho duas Madrinhas







                Carlabisnaga: André nasceu a 20 de Abril



                e



                Missnini: Gabriela nasceu a 18 de Março











                E duas afilhadas:







                CCCP: Carolina nasceu a 28 de Abril



                e



                XG: Gabriel nasceu a 13 de Abril

                Comentar


                • #23
                  RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                  Mjl, fizeste-me lembrar de uma coisa sobre o parto...estou farta de ouvir dizer que por ter tido o meu bebé de cesariana nem sei o que é ter um filho!!!! Se há coisa que me irrita é isso!!!!

                  Essas pessoas sabem lá se senti dores ou se foi difícil, como foi cesariana já não é "sentir as dores de parto"!!!

                  Só me apetece dizer-lhes "Não seja ridícula e pense no que diz antes de o dizer!"!!!!



                  Deve-se tentar amamentar, mas a opção é sempre das mães...mas se há coisa irritante é não quererem dar de mamar e arranjarem desculpas para terem parado...

                  Mas de certeza que não deve ser um drama!!!

                  Comentar


                  • #24
                    RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                    Não poder dar de mamar nao é de todo um drama!!



                    Eu sou daqueles mulheres que nao foi alem dos 2 meses na amamentação...as coisas nao correram bem, eu nao estava devidamente informada, o apoio e as ajudas nao existiram e ainda tive o fantastico apoio (leia-se de forma ironica) de uma enfermeira que teve a brilhante ideia de dizer que o meu filho era um rato, que eu nao sabia tratar dele e que se via perfeitamente que nao era um bebé de termo (nasceu às 37 semanas)...assustou-me, pos-me em panico e a pediatra para me acalmar passou suplemento mas sempre com peito antes e apenas 30ml de suplemento (nada de 90ml, como vem na lata e que acho demais para bebes tao pequenos!)...conclusao: começou com 30ml e acabou por começar a mamar cada vez melhor no biberon (que detestava mas eu insisti para que ele aumentasse de peso) e acabou por deixar a mama aos poucos, mama essa que ele adorava e pegava lindamente!



                    No inicio nao liguei a esta transição e ate achei bastante "natural" mas com o passar do tempo e sobretudo depois de ler tt sobre amamentação e de ler testemunhos revoltei-me e desatei a atacar e a disparar contra quem amamentava, chamando-as de fundamentalistas e nao aceitando que tinha havido uma "falha" da qual eu tb tinha a minha parte de culpa.



                    Com o passar do tempo fui lendo, falando com as conselheiras e com outras maes que dao de mamar e outras que como eu nao conseguiram e aos poucos fui aceitando o que me aconteceu e hoje estou bem com esta falha e sinto-me preparada para encarar as coisas de forma diferente com um 2º filho.



                    O meu filho foi criado a LA, é saudavel, teve as doenças que as crianças costumam ter e é apaixonado pela mãe!!



                    Seja LA ou LM o importante é que haja amor, paixao, carinho!!



                    jinhos


                    (o meu piolhito está a ficar um menino grande! )





                    Comentar


                    • #25
                      RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                      Olá!



                      Na Maternidade sempre me incentivaram a dar maminha. Só que, a 1a vez que dei, passada cerca de uma hora a menina desatou num berreiro. Pensei que fosse fralda suja e nada. Com colinho lá se calou. Quando a coloquei no berço desata novamente num berreiro. Nos períodos de mais sossego punha-se a chuchar no dedo.



                      A moça que esteve comigo no quarto (24 anos e 4º filho :w00t: ) disse-me que era fomeca, algo em que também pensei. Coloquei-a novamente ao peito mas, quando a coloco no berço, desatou novamente a chorar. Chamei uma das enfermeiras e ainda ralhou comigo porque não estava a insistir tantas vezes como devia. Isto durou até +/- 8 da manhã. Muda o turno e expliquei o que se passava a uma das enfermeiras que entrou. Afinal, eu e a outra moça tínhamos razão, a menina tinha fomeca. Depois de ter dado outra vez maminha, essa enfermeira trouxe 20ml de Miltina HA e sossegou.



                      As recomendações que trago são dar sempre peito e, caso chore, dar o LA. Deram-me a lata que usei lá (até me admirei!) e pensávamos que, por ser usado na Maternidade, era o melhor no mercado. Afinal é por ser mais barato ou dos mais baratos!



                      Tinha ideia em dar-lhe só leite materno mas estou a ver que não vou ter sorte... :sad:


                      O meu parto: O Meu Admirável Mundo Novo... (Maternidade Daniel de Matos - Coimbra)

                      Comentar


                      • #26
                        RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                        O meu testemunho:



                        Sempre quis amamentar, estava super informada...mas só dei uns 15 dias e, pior q isso, no inicio até tinha leite. Então, o que correu mal?

                        - Fiz cesariana às 19h, só vi a minha menina eram perto das 10h da manhã (qd lhe dei maminha a 1ª vez);

                        - Foi cesariana marcada, ela estava sem percentil (nasceu com 2170), esteve um dia na incubadora;

                        - No hospital insistiam na amamentação de 3h em 3h, se dava antes era pq fazia mal a digestão, se dava depois era pq a criança ficava com fome, um stress (estive lá qs uma semana);

                        - ela mamava pouco, apesar de os testes de glicémia darem bem, o pediatra ao fim de uns dias mandou dar suplemento, 1º de leite meu, depois de leite artificial - isto pq ela perdeu mais de 10% do peso, baixou para 1930kg;

                        - o marido é mt picuinhas com ela, queria sempre aumentar a dose do leite no bibas, pq ela estava de facto mt magrinha;

                        - conclusão, ao fim de 15 semanas, eu qs não tinha leite e ela mamava cada vez mais no bibas;

                        - o cansaço levou-me a não conseguir tirar sempre após cada mamada e tirava mt pouco (qd sai da maternidade fui à farmácia e comprei uma bomba xpto para tirar o leitinho, em vão...);

                        - um dia fui à pediatra com um bibas de leite para ela ver se a bebé mamava bem, estava a dar-lhe 60, levei 90 e nunca vi a minha bebe a comer tanto e a dormir tão bem depois... ficou mesmo regalada!

                        - a pedi aconselhou-me a tirar o leite materno. A verdade é q em poucos dias deixei de ter, naturalmente e sem tomar nada;



                        Fiquei mt triste, chorei, mas tive de me convencer, naquele momento e naquelas circustâncias era o melhor para a minha filha... até hoje tenho um pouco de mágoa por não ter amamentado em exclusivo, mas enfim... para apróxima espero q corra melhor, contacto previamente conselheiras de amamentação e vou munida com uma colher e um copinho para a maternidade (umas técnicas q existem para dar leite aos bebecas sem ser com tetina, q é mais fácil e os leva a rejeitar a maminha) Espero q corra bem, se não correr tb sei q, como alguém aqui no fórum diz, "sou a melhor mãe do mundo, pelo menos para os meus filhos"
                        tenho dois príncipes no meu reino: a princesa Beatriz e o príncipe José Maria


                        Vendas em 1ª e 2ª mão;

                        Comentar


                        • #27
                          RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                          Mais um testemunho.

                          Já tive oportunidade de de contar a minha história aqui, mas como já foi há quase 2 anos (o tempo voa...)



                          1 - A Leonor nasceu às 38 semanas, com 2.660kg e 46.5 cm: havia a suspeita de atraso de crescimento intra-uterino. Parto normal, fantástico, entrei na Maternidade com 6 cm de dilatação, praticamente sem dores, levei epidural e até dormi um sono antes da peste nascer (sinceramente não me considero menos mãe, por não ter tido dores, dou é graças a Deus)

                          2 - A enfermeira colocou logo a Leonor ao meu peito, mas a menina parecia um bichinho assustado com os olhos muito abertos e nem quis saber de comer.

                          3 - Até às 14h (a Leonor nasceu às 06h17m), fui colocando a Leonor no peito, mas ela puxava uma ou duas vezes e desistia. A enfermeira entrava no quarto e só me dizia para ir insistindo; na mudança de turno veio uma enfermeira que pegou a Leonor e enfiou as golas da criança no peito e o resultado foi um berreeeiro imenso. Sabem o que a enfermeira fez? Tentou estimular o peito a ver se saía colostro e nem uma gota e disse: de facto, ainda não tem nada, mas vá insistindo!!! Eu já não sabia o que fazer!!

                          4 - A Leonor começou a ficar apática, não chorava, não se mexia, só queria dormir. A Enfermeira, com mt má cara, lá consentiu em levar a Leonor para fazer o teste da glicémia: já estava a entrar em choque!!! Acabaram por ceder e deram-lhe suplemento, através de um copinho.

                          5 - Durante os dias que fiquei lá, este foi sempre o filme, com as enfermeiras a recusaram-se a alimentar a Leonor que chegou a entrar em choque glicémico (não sei se este é o termo correcto) mais uma vez. Entretanto, eu fui sempre estimulando o peito com a bomba eléctrica que havia na Maternidade e ía pondo a Leonor ao peito, mas colostro nem vê-lo.

                          6 - Tive alta da maternidade, sem LM e sem indicação de qual o LA a dar à pimpolha. Foi uma das estudantes de enfermagem que lá me deu o nome do Aptamil e a quantidade a dar.

                          7 - Em casa, passei mais 2 ou 3 dias complicados, pois a minha bebé ficou tão habituada ao copo que nem sabia mamar no biberão (quanto mais no peito). No fim da 1ª semana, já tinha perdido cerca de 350gr (bem mais do que os 10% de peso de perda esperada).

                          8 - Finalmente, uma semana depois do parto, comecei a sentir as mamocas duras e começou a sair uma coisa amarela-dourada do meu peito. Como a Leonor não queria pegar no peito, mandei o papá à Farmácia, às 11h da noite comprar uma bomba. Duas semanas depois do parto, a Leonor já bebia exclusivamente LM, via bomba, é verdade, mas bebia e começou a aumentar de peso.

                          9 - Na consulta dos 10 dias na Maternidade, a Leonor ainda não tinha recuperado o peso de nascimento, mas já estava com 2.550kg, ou seja, tinha perdido 350gr numa semana, mas já tinha recuperado 250gr em 3/4 dias. Eu até achei que estava bem, mas a pediatra da Maternidade achou que ela precisava comer mais e que tinha de a pôr ao peito e esquecer o biberão: até insinuou que eu era uma mãe incompetente que nem devia ter tido alta da Maternidade! (Se fosse hoje, eu respondia-lhe à letra, mas na altura, ainda tinha as hormonas aos saltos e estava demasiado fragilizada). Convém dizer que, nesta altura, a Leonor já bebia cerca de 50 ml de LM, via biberão, de 2/2h, chegando a fazer 600ml num dia, o que para um bebé daquela idade até é muito.

                          10 - Resolvi ir ao pediatra, quando a Leonor tinha 15 dias: já pesava 2750 kg e media 49 cm. Ou seja estava óptima e com um bom ritmo de crescimento.

                          11 - Centro de Saúde: 21 dias, 2990 kg. Tínhamos uma rotina estabelecida: oferecia-lhe sempre a mama, mas ela torcia-se toda, berrava, arranhava-se; o papá dava-lhe, então, o biberão com LM, enquanto eu tirava com a bomba para as refeições seguintes.

                          12- De repente, A Leonor começa a vomitar em jacto: após cada biberão, punha-a a arrotar e ela deitava o leite fora. O pediatra pediu para lhe darmos suplemento, pois às vezes o leite podia-se ter estragado (como eu tirava com a bomba...), mas a história foi a mesma. Ao fim de uma semana, menos 100gr. Diagnóstico: refluxo. Solução: Leite AR e Motilium. Ainda tentei ir alternando com o LM, mas ela acabava sempre por vomitar o LM e eu tinha de lhe dar de seguida o leite AR.

                          13 - 5 semanas: 3.540gr. 500gr numa semana!!! Na semana seguinte: 4.00kg. Depois estabilizou e passou a engordar menos: aquela duas semanas foram mesmo só para recuperar da fome que passou!! O meu leite desapareceu por ele em pouco mais de 15 dias.



                          CONCLUSÃO (finalmente)


                          Acredito que o LM é o ideal, mas como vivemos num mundo que é tudo menos ideal, não vejo problema em optar pela opção possível. Fiz tudo o que podia para a Leonor beber LM em exclusivo, mas tal não foi possível, paciência!!! A saúde da minha filha acima de tudo. Vi-a passar fome na Maternidade, tive de implorar a enfermeiros que lhe dessem o suplemento (vos garanto que numa próxima gravidez isso não vai acontecer, pois o suplemento já há-de ir na minha mala e nem quero saber se compromete o raio da amamentação ou não!!). Vi-a passar fome quando começou a a vomitar em jacto e, se fosse hoje, não teria esperado uma semana para agir.



                          Vejo, agora, a amamentação como um privilégio, não como uma obrigação. Se ela compromete de alguma forma o estabelecimento de laços entre mãe e filho/a, porquê insistir, em nome de estudos cuja validade científica é controversa? Sofri muito pela pressão que me foi colocada para amamentar: não passarei pelo mesmo da próxima vez!! E, sobretudo, não farei o meu filho/a sofrer em nome de um ideal!



                          Beijinhos para todas.



                          P.S. Desculpem o testamento!!










                          [h4]__________________________________________________ ___________________________________________
                          [/h4]

                          Sou madrinha da Sofia da Vânia!
                          A Leonor é afilhada da Mara
                          O meu blog:A alegria de ser MULHER

                          Comentar


                          • #28
                            RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                            Após quase 9 meses em ter lido sobre amamentação, ter falado sempre na PPP com a enfermeira, trocar experiências e vivências com outras mamãs e futuras mamãs, ter tido uma sessão com um sr. da Geofar onde se disse que toda a gente tinha leite... senti a minha expectativa de amamentar a minha filha completamente defraudada!

                            A Beatriz nasceu com 2,680 Kg e ao fim de 4 dias dela nascer tinha perdido 390g (já fora do hospital e quando foi fazer o teste do pezinho), ou seja mais do que 10%... Tive colostro sim senhora... pouco mas tive. Na maternidade, como havia pouquissimas mamas nesses dias em que lá estive e a Beatriz era a única menina e salvo erro a única que era a 1ª filha, as enfermeiras iam muitas e muitas vezes para o nosso quarto, elas estimulavam e mama... Tentaram dar leitinho adaptado (umas garrafinhas com uma tetina) e se bebeu uns miseros 5 ml foi muito! Eu metia-a de hora a hora à mama e nada! Nunca senti a chamada subida de leite, nem na maternidade (a minha colega de quarto, tirava biberões dos grandes CHEIOS!!!), nem em casa... Nunca vi o leite escorrer nem na mama, nem nos cantos da boca como leio tantas mamãs dizerem... Comprei uma bomba para tentar extrair após as mamadas o pouquissimo leite que ainda pudesse restar, numa tentativa de conseguir dar algum leitinho "bom" para a bebé, também ela pouquissimo positiva... O máximo que consegui tirar foram 20 ml... Eu bebia água, tinha uma alimentação cuidadissima, fui ter com as enfermeiras, ela pegava bem na mama (ela fazia o "trabalhinho" dela!), mas eu não tinha quase nada... Uma enfermeira ainda me atirou à cara que eu não tinha era vontade de a amamentar!!! Se eu não tivesse vontade nem a tinha procurado, tinha desistido imediatamente da amamentação e tinha dado logo LA!!!

                            A pediatra viu-me num desespero, quando continuamos a ver que a miuda descia gramas e não aumentava o minimo de forma a compensar ou equilibrar o que tinha perdido... Ela sugeriu que acompanhasse a mama com LA... Chorei logo lá no consultório... Não era isso que eu queria!!! Não era mesmo! Depois de tanto ter sonhado em amamentar exclusivamente até aos 6 meses e prolongar mais uns tempos... Toda a gente me apoiou no sentido de não deixar de dar maminha, o que foi muito positivo, ainda de que pouco servisse!!! Nem aqui, houve pessoas que me desmotivassem da amamentação!

                            Quando saí do consultorio, fui a uma sessão de com uma psicologa sobre o pós parto (contarmos as nossas vivências, experiência enquanto recém mamãs-incluida na PPP)... Cheguei lá e desatei a chorar, ao ponto da psicologa, uma doce de mulher, quase me dar colinho, tal não era a minha frustação... Ela contou a experiência dela, que tinha sido em alguns pontos muito semelhante à minha...

                            Continuei a oferecer mama constantemente até às 4 semanas da minha filha e num dos dias ela pegava na mama, sugava, sugava e sugava e chorava... Massajei a mama e nem uma gota...

                            Actualmente tenho consciencia que me "esmifrei" para dar LM à minha filha, mas não consegui! Com o LA, nunca dei doses acima do que indicavam na lata e ela a pouco e pouco começou a aumentar de peso...

                            Continuo a ler sobre amamentação e desejo que num 2º filho que isto não se repita, mas se voltar a acontecer, não esperarei tanto tempo... A saúde dos meus filhos estão acima de tudo!

                            Posso acrescentar que a Beatriz é uma criança bem desenvolvida quer a nível físico, quer intelectual e nunca esteve doente FELIZMENTE! Esteve uns 3 dias com o nariz a pingar e teve 3 ou 4 episodios muito curtos de diarreia já ela tinha uns 8 ou 9 meses...

                            Ninguém me poderá acusar de não ter tentado e insistido, eu esforcei-me... mas não tinha nada para lhe dar... Ainda me remoi, mas já estou mais mentalizada quase 2 anos depois...

                            Ando cada vez mais a pensar em embarcar numa 2ª aventura no Mundo da Maternidade...

                            Comentar


                            • #29
                              RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                              .



                              http://pink-alicious-pinkalicious.blogspot.com/

                              Comentar


                              • #30
                                RE: Não poder dár de mamar não é um drama!!!!

                                .



                                http://pink-alicious-pinkalicious.blogspot.com/

                                Comentar

                                slot_bottomleaderboard_post

                                Collapse
                                Working...
                                X