Comunicação

Collapse
No announcement yet.

slot_topleaderboard_post

Collapse

Prestes a ter uma família monoparental...

Collapse
X
  • Filtrar
  • Tempo
  • Mostrar
Clear All
new posts

  • #16
    RE:

    Olá!

    Ainda bem que ele decidiu sair. Ele é que estava a mais e não tu.
    Quanto aos arrependimentos toma atenção e pensa bem o que queres fazer. Na minha opinião a desculpa dele é completamente "esfarrapada".
    Não te esqueças q quem o fez uma vez pode tornar a fazê-lo.

    Mais uma vez pensa em ti e no teu filhote.

    Muitos beijinhos e que corra tudo pelo melhor.
    Ana e João Ricardo (26 meses)

    Comentar


    • #17
      RE:

      Olá...

      tenho andado a acompanhar a história, mas tenho-me mantido calada, porque infelizmente nao te posso ajudar... mas acho que agora tenho de dar a minha opiniao:

      se ele te bateu uma vez, voltará a bater. Nao duvido que tu o ames nem que ele te ame. Mas o que ele vos fez é imperdoável. Eu própria estive numa relacao parecida, 3 anos, a primeira vez que ele me bateu estavamos há 2 anos juntos, eu tentei separar-me várias vezes e ele ameacava-me e fazia chantagem com a minha irma mais nova e eu tinha um pavor que ele lhe fizesse algo. De todas as vezes ele dizia- me a chorar que me amava e que nao voltaria a bater-me... Eu andei em tratamentos na psiquiatria por isso.... Eu própria achava que eu é q tinha feito algo de mau...
      Nunca contei nada disso a ninguém da minha família ou amigos, quando eu dizia que queria acabar a relacao era eu a má da fita. Quando fiz 19 anos peguei nas minhas malas e vim ter com o meu pai à alemanha. Procura emprego noutra cidade longe, sai de perto dele. Conta o sucedido a alguém, tu precisas mais do que nunca apoio de amigos e/ou familiares, nao fiques calada...

      Mais uma coisa: quando conheci o meu marido e comecamos a namorar, sempre que havia uma discussaozinha eu protegia-me com os meus bracos, porque tinha medo que ele me batesse... demorou a superar o que passei, mas encontrei um homem que nunca na vida levantaria um dedo sequer para me aleijar. Um homem desses vais tu encontrar tb de certeza.

      ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------






      Comentar


      • #18
        RE:

        Inserido Inicialmente por infeliz
        Olá a todas!
        Não foi preciso sair de casa nem fugir... ainda bem.
        Durante a noite ele tomou a iniciativa. Confesso que nem me dei conta. Apenas quando o telemóvel tocou é que me apercebi e era ele, a chorar como um bebé, e a dizer que me ama muito a mim e ao nosso filho, mas que não aguenta viver com os meus pais, porque se intrometem em tudo o que diz respeito ao bebé e tiram-lhe sempre o bebé do colo. Isto é verdade. Os meus pais estão a viver a alegria do primeiro neto e não entenderam ainda que o filho é nosso, e não deles. Dão palpites a toda a hora e criticam tudo o que fazemos...
        Eu também já não estava a gostar do comportamento deles, mas claro que me senti à vontade para lhes dizer.
        Por um lado entendo-os, mas por outro não dá para aceitar isto sempre.
        O meu marido diz que falou com os meus pais e lhes disse que ia fazer uma viagem de negócios. Diz que durante este tempo vai arranjar uma casa só para nós... para nunca mais nos chatearmos... mas eu não sei se vou querer voltar a estar com ele
        Amiga,

        Uma casa só para voçes... Só se for para te poder espancar mais à vontade, sem poder ser ouvido... Não caias nessa. Infelizmente, tenho um caso muito semelhante ao teu na familia (Na noite em que se casaram, ele deu uma valente tareia na minha prima, chegou a abrir-lhe a testa...). Agora está tudo bem, separaram-se, mas foi complicadissimo convence-la que esse era o melhor caminho.
        Não ames mais homem do que a ti propria e ao teu bebé.
        Ele está doente, precisa de se tratar.
        O facto de estar "aborrecido/incomodado", sei lá com o comportamento dos teus pais, não é desculpa para ter agido daquela maneira. Havia mil e uma formas de libertar a pressão. Desse um murro na parede e não em ti.

        Um beijinho, muita força e coragem. Não te esqueças de nos ir contando como as coisas estão a correr.

        Se precisares de falar, tb podes mandar-me PM. Posso por-te a falar com uma amiga psicologa, se quiseres.



        Uma mãe é uma mulher que aceitou mais uma vida... Ela será duas pessoas na pele de uma pelo resto dos seus dias.



        Pam Brown

        Comentar


        • #19
          RE:

          Olá!

          O que elefez não tem perdão, pois foi um cobarde bater-te com o teu filho ao colo, seja porque razão nunca se deve bater. Ele foi uma besta. Não se ama um homem desta, despreza-se.
          Agora dá a desculpa dos teus pais, ele que te tivesse falado da situação abertamente contigo para poderem terem falado com os teus pais e eles ia preceber e mais acho que tens mesmo que contar aos teus pais o sucedido. Essa da viagem de negócios é uma boa desculpa bem desfarrapada.
          Quem bate 1 vez voltará sempre a bater, é um ciclo vicioso, não caías nessa de quere uma casa só para vocês os 3 e se ele depois cada vez que se chateia te bater e começar a bater no teu bebé? Já pensaste nisso? Ele é mesmo um cobarde!

          Só espero que resolvas a situação o melhor possível para ti e para o teu bebé e que sejas muito feliz!
          Vai dando notícias!

          Um beijinho muito grande!

          SandraB

          Comentar


          • #20
            RE:

            Amiga,

            Eu li o teu novo depoimento hoje, e em antes de mais quero te dizer que estou contente por ele te ter deixado. Mas deixa-me dar a minha opinião sobre o teu marido.

            Ele bateu-te, bateu-te com o vosso filho ao colo, fazia-se de santo sempre que os teus pais chegavam. E agora diz que a culpa é deles!!!!
            Na minha opinião o teu marido esta a fazer-te chantagem psicologica. Isso é muito perigoso. Ele esta a tentar colocar a culpa aos teus pais, ele esta a querer culpa-los dos actos de violencia a que ele te fez passar. Amiga, ele agrediu-te fisicamente e como não conseguiu o que queria agora faz chantagem psicologica, para te ter nas mãos dele e fazer o que ele quiser.
            Se na casa dos teus pais e om os teus pais lá ele te batia e que podera fazer quando tiver sozinho contigo e com o teu filho?????

            Não cedas olha que será bem pior, uma vez que tas a sofrer agora aproveita para terminar com tudo força muita força e luta pela tua felicidade que não é ao lado desse que se diz ser um homem.

            Aproveita agora a ausencia dele, denoncia-o, e pede o divorcio, aproveita enquanto tens provas, as marcas no teu corpo da violência.

            Amiga não cedas senão estes dias de inferno que vivestes vão se repetir

            Amiga acredita tu és jovem, tens um filho muito pequenino e uma vida inteira pela frente.

            Amiga conta agora que ele não esta ai, conta a verdade aos teus pais, eles podem ser um apoio. Quando referes que eles se metem na vossa vida, não penses assim isso é um pretexto que esse homem arranjou, não é por causa dos teus pais... Depois ele vai arranjar outros pretextos, acredita essas pessoas são assim, são pessoas doentes...

            Amiga da noticias, tu tornastes-te uma causa pela qual eu passo pelo forum, uma causa que vale a pena dar a nossa ajuda, pois nenhuma mulher tem o direito de sofrer, se tu sofrestes no passado sofres no presente não deixes que o futuro seja também um sofrimento.

            AMIGA FORÇA CORAGEM LUTA PENSA NO TEU FILHO NA TUA VIDA.

            Da noticias, BJS




            Podem ver aqui Historia da Bianca :http://www.serprematuro.com/index.ph...ias-prematuras

            Comentar


            • #21
              RE:

              Inserido Inicialmente por Playmobil

              Uma casa só para voçes... Só se for para te poder espancar mais à vontade, sem poder ser ouvido... Não caias nessa.
              Apesar de não conhecer o teu homem e correr o risco de uma má avaliação... concordo com o que a playmobil disse.

              Cuidado....

              Comentar


              • #22
                RE: Prestes a ter uma família monoparental...

                Olá,



                Acabei de chegar e são tantos os assuntos importantes, que para uma recém chegada é dificil participar em todos... no entanto não podia deixar de te deixar aqui a minha opinião.

                Apesar de nunca ter trabalhado directamente com vítimas de violência doméstica, tenho amigas que trabalham há já alguns anos e infelizmente as histórias são muitas e com aspectos muito semelhantes entre si...

                Posso apenas dizer-te para teres cuidado... a violência geralmente nunca começa por ser física, mas emocional. O abusador vai encontrando argumentos para retirar à vítima a sua auto-estima e amor-próprio, e vai sempre encontrando desculpas para a violência, culpabilizando OS OUTROS, seja a família da vítima, seja a própria vítima, etc... acabando esta por se culpar quer pelos ataques de violência, quer pelo facto de continuar com o abusador.

                Uma outra característica que parece ser comum nestes casos é o facto de os ataques de violência (emocional ou física) não terem uma causa, mas surgirem de repente, pela mínima coisa, ficando a vítima sem saber como prever que vão acoontecer. Ainda, muitas vezes depois das fúrias, o abusador arrepende-se, chora e pede perdão.

                Muitas mulheres já em casas abrigo acabam por sair e voltar para casa porque acreditam que aquela pessoa realmente mudou e está arrependida, o que com o tempo não se verifica,

                Não sei se este é exactamente o teu caso, mas estes são alguns dos sinais aos quais, na minha opinião, deves estar atenta.

                Eu com 22 anos separei-me do meu primeiro namorado, com quem vivia há 4 anos, precisamente porque ele chegou à fase da violência física e eu felizmente consegui somar dois mais dois e perceber a manipulação psicológica com que vivi nesses anos, para além de ter apoio da família.

                Uma outra coisa que gostaria de te dizer, sem dela fazer regra claro, mas que aprendi com os anos, é que família, por muitos defeitos que tenha, é sempre família e nunca devemos deixar que ninguém nos isole ou tente afastar dela (como dos amigos) o que é, também, uma característica das relações abusivas-

                Enfim, embora tenha consciência de que é muito difícil ajudar numa situação destas, quis apenas deixar-te uma mensagem de alerta e também de esperança, pois quando se fecha uma porta, abre-se uma janela... mas muitas das vezes as novas oportunidades só chegam quando lhes damos espaço para entrarem na nossa vida...

                Espero que tudo se resolva da melhor forma para ti a para a tua bebe,

                Qualquer coisa volta a apitar, e se precisares de mais informações sobre a quem recorrer, envia-me uma pm, ok?



                Bjs


                Comentar


                • #23
                  RE: Prestes a ter uma família monoparental...

                  Este tópico já tem quase 2 anos...







                  Mas, já que alguém o puxou... fiquei curiosa em saber novidades da Infeliz... Alguém sabe como estão as coisas?
                  Um dia também hei-de chegar ao meu jardim... por enquanto, vou apanhando as pedras, uma a uma..

                  Comentar


                  • #24
                    Tens que sair dessa situação mais vale ficares sozinha com o teu filho do que sofrer esses abusos.
                    Lara a minha vida sem ti não fazia sentido, Adoro-te filha

                    Comentar

                    slot_bottomleaderboard_post

                    Collapse
                    Working...
                    X