Comunicação

Collapse
No announcement yet.

slot_topleaderboard_post

Collapse

separação de gémeos no infantário

Collapse
X
  • Filtrar
  • Tempo
  • Mostrar
Clear All
new posts

  • anaflouro
    iniciou o tópico separação de gémeos no infantário

    separação de gémeos no infantário

    Olá,

    Fui confrontada há poucos dias com a separação das minhas filhas gémeas no infantário. Descobri ao fim de um mês de início no infantário e foi-me dito que estavam já separadas há 3 semanas. O infantário em causa tem apenas duas salas, uma para crianças desde a aquisição da marcha até aos 2 anos e outra dos 2 aos 3 anos (ou um pouco mais). Sei também que nunca lá tiveram gémeos nem têm um regulamento que aponte para separações (como já li em regulamentos internos de jardins de infância públicos) nem me tinha sido dito nada até aqui. A razão que me foi dada foi que uma das meninas seguia sempre a outra que é mais autónoma e independente. No entanto a referida menina quando em grupo com outros meninos (em actividades onde já estivemos) brinca com as crianças e até se afasta da irmã, sendo seguida por esta. Ou seja, o comportamento é exactamente o contrário do que me é descrito par ao infantário. Não sou à partida contra a separação desde que em condições idênticas. Neste caso não estou convencida das verdadeiras razões que levaram a tal. E também não gostei que me tivessem dito que a separação até causa algum transtorno ao infantário em termos logísticos. Trata-se de um infantário privado. Por outro lado acho que deveriam ter deixado passar a fase de adaptação durante o primeiro mês para tomarem uma decisão deste tipo (e que como mãe deveria ter sido consultada) pois acho óbvio que durante esse primeiro mês (quanto mais durante a primeira semana) as bebés não comam tudo e brinquem com a comida (pois em casa também brincam) e nem se adaptem logo a dormir num ambiente estranho, obscurecido durante o dia, com mais crianças na mesma sala e com caminhas que desconhecem. Enfim.

    Gostaria de saber da experiência de pais de gémeos que estejam separados na creche/infantário se notaram alterações de comportamento e qual a vossa opinião sobre este assunto.

    Obrigada.

  • carmen
    respondeu
    Não tenho experiência com gémeos.
    No entanto, no infantário onde andou o meu filho, é política não terem os irmãos juntos, não sei é a partir de que idade!! Isto porque se colocou a questão do meu filho ir para a sala da prima ou para outra, aos seus 3A, e me falaram nisto.
    A opção foi salas separadas e fiquei satisfeita, mas se eu tivesse pedido teriam ficados juntos.
    Assim, estava juntos mas com mais autonomia, pois horas de refeição, de "trabalho" e amigos eram distintas. No recreio estavam quase sempre juntos.
    Sei que foi bom para o meu filho porque a prima é mais velha e é mais dominante.

    Agora com gémeos há a ponderar outras questões, já que estão juntos desde a barriga, a separação pode ser prejuducial se for repentina ou se as suas dinâmicas estiverem completamente intrinsecadas... Não discordo da separação de gémeos mas acho que os pais deviam ter sido consultados, primeiro que tudo, ter-se falado sobre as vantagens e desvantagens, devia ter sido uma coisa consesnsual... Se foi assim com a saparação, como será com outros assuntos, tipo alimentação, medicações, etc? Que confiança dá um infantário assim?...

    Espero que esteja tudo esclarecido e a correr melhor,
    Carmen

    Escreva um comentário:


  • LiaRibeiro
    respondeu
    olaola. os meus entraram pro JI em setembro.esse meio mes d parte d outubro, foi complicado-como estiveram desde sempre com os avos, tb pensei k seria dificil.

    começara por almoçar um ou dois dias/semana...ate k a semana completa. houve uns dias a meio d outubro k o didi, n keria ir pra escola.gostavam da sala-jogos,pintar...-mas o almoço era tortura. ate k houve dias k nao almoçavam, pk choravam....e vomitavam....
    isto porque o pepe almoçava no outro lado do refeitorio.....

    o pepe almoçava benzinho....e o didi nem por isso. ate k falei a educadora pra os juntar(frente/frente ou lado/lado) assim foi. nesse mesmo dia, ja nao houve choros, ta certo k comeram pouko...mas a cada dia,almoçavam com ajuda da auxiliar ate k agora ja almoçam sozinhos e td.

    no teu caso- é inadmissivel- um colegio, nao t fazer passar a msg d elas estarem separadas...e sera melhor falares com a 1ª educadora e s for o caso com a direçao.

    sinceramente, pra ja nao axo bem separa los...depois na primaria s ve- caso um tenha d reprovar e o outro nao. agora, nestes primeiros anos, nao axo recomendado.

    bjs

    Escreva um comentário:


  • MiguelRFerreira
    respondeu
    Olá!
    Eu sou Pai de dois gémeos de sete meses, uma menina e um menino.

    Neste momento ainda se estão em casa com a mãe, mas de facto sempre achei que a melhor forma de eles ganharem autonomia e confiança, seria estarem em salas separadas.
    Considero que o facto de ser 'tão' cedo, não é muito negativo. Até porque, quanto mais cedo se habituarem a serem autónomos, melhor. Por outro lado, como já foi dito anteriormente, apenas acho que tomar esse caminho sem uma comunicação/discussão com os pais...

    Fico contente por perceber que a minha filosofia está em linha com o que se pratica pedagogicamente, sem ter tido nenhum exemplo anterior.

    Cumprimentos

    Escreva um comentário:


  • mariacosm
    respondeu
    ...

    eu também já deixei uma no infantário para ficar com a outra doente e olhem que não perguntam uma pela outra. Pois, uma está bem porque está a brincar com os amiguinhos (sempre gostaram de ir para o infantário), a outra porque está com a mamã. E elas são anjinhos quando estão separadas

    Escreva um comentário:


  • titimarg
    respondeu
    Olá, eu sou mãe de gemeas que fazem 4 anos em dezembro, andam no colégio desde os 21 meses, sempre estiveram na mesma sala, a educadora optou por colocá-las a trabalhar em grupos diferentes, o que acho bem, sempre brincaram com todos os meninos e tinham alguns amigos com quem brincavam mais que não eram os mesmos.

    Entretanto mudaram de colégio, anda no pré-escolar, e na sala delas têm um casal de gêmeos, a educadora neste colégio também opta por colocá-los a trabalhar em grupos diferentes, mas uma vez ou outra deixa-as trabalhar no mesmo grupo, embora não se sentem lado a lado.

    Na minha opinião acho uma crueldade separá-las tão cedo, ainda por cima numa situação de adaptação ao colégio e a uma nova realidade. Com a agravante que uma delas está numa sala que não é adequada á idade dela. Eu falaria com o colégio e pedia para as colocarem na mesma sala.

    As minhas não andam sempre agarradas uma à outra, mas passam a maior parte do tempo juntas, já aconteceu de 1 delas ficar em casa doente e a outra ir para o colégio e quando a outra chegava do colégio não se largavam, sentem muito a falta uma da outra.
    Não são completamente dependentes uma da outra mas são da mesma idade e por isso gostam de brincar juntas o que acho normal e saudavel.

    Espero que consigas resolver as coisas pelo melhor para as tuas filhas.

    Bjs

    Escreva um comentário:


  • mariacosm
    respondeu
    ...

    Olá,

    Eu sou mamã de gémeas, que já estão no infantário desde os 5 meses (amanhã fazem 3 anos). Nunca foram separadas e agora estão na pré. Na mesma sala, temos mais um par de gémeas. eheheh

    As minhas estão felizes. Quando entro na sala, estão sempre a brincar com brinquedos e amigos diferentes. Ao almoço e lanche, estão em mesas diferentes. Não as vejos sempre uma encima da outra.

    Em casa é a mesma coisa. Elas estão mas é encima de mim

    Acho que deverias falar com a diretora, pois isso é uma decisão importante que tem que ser tomada pelos pais.

    Beijos e força!!

    Escreva um comentário:


  • laranja
    respondeu
    Inserido Inicialmente por anaflouro Ver Mensagem
    Muito obrigada por todas as respostas e pela partilha das vossas experiências. Até concordo com a "separação" dentro da mesma sala, em grupos diferentes, à mesa nas refeições, no jardim, e isso foi o que me disseram que já estavam a fazer ao fim da primeira semana. Quanto ao resto é novidade recente. Vou pedir uma conversa com a directora (que foi a pessoa que tomou a decisão) e sem ser via email.

    Entretanto já noto alguma alteração de comportamento da filha que era mais independente que de repente deixou de o ser, pelo menos em casa. Está mais agarrada a mim, faz mais birras... e passou a chorar quando a deixo de manhã, coisa que nunca fez nem no primeiro dia. Porque afinal a separação efectiva foi em Outubro, pois em Setembro tinham os meninos todos misturados na mesma sala (possivelmente ainda não tinham chegado todos) para se conhecerm melhor entre eles e as educadoras.

    Obrigada.
    Que idade têm as tuas meninas? 3 anos?
    Como eu disse depende muito das crianças, mas no fundo, e para os meus filhos, acho que nunca aceitei que eles pudessem ser separados muito pequenos. Sempre estiveram juntos desde que se conhecem, acho um pouco violento quando a adpatação à escolinha já não é fácil e para quem estava habituadíssmo aos mimos de casa da avó. Mais tarde, já tinham outros amigos, o ambiente é familiar, têm tudo sobre controlo, já não se sentem inseguros, têm que começar a adquirir uma certa responsabilidade, eles começam a desenhar o seu próprio espaço. Os gémeos têm uma vantagem inata (ter-se um ao outro), porquê desaproveitá-la. Será prejudicial? Eu não concordo que seja. Mas isto sou eu e os meus! Eles à medida que crescem, e se incentivados a isso, vão saber fazer a sua própria separação e individualidade, sabes? E eu lembro-me que isso sempre foi uma pequena inquietação para mim e neste momento estou absolutamente tranquila neste aspecto. Acho-os muito sólidos emocionalmente, por vezes até um pouco mais maduros do que esperava, agora se é de serem gémeos, se calhar até não. Mas admito que é um tema controverso, aliás, dá para ver pelo exemplo da tolexita....

    É possível que esse choro recente esteja relacionado, mas lembra-te que eles no início podem gostar e depois quando percebem a rotina, deixam de achar piada. Há sempre um retrocesso (os meus choraram desde o 1º dia graças a deus!!!)...Mas a conversa impõe-se! Tenta perceber quais foram as motivações delas para esta decisão e mostra-te pouco confortável com isso!

    Escreva um comentário:


  • ninha77
    respondeu
    Olá!

    Eu não tenho gémeos por isso não falo por conhecimento directo mas acho um disparate separarem os gémeos em idades tão precoces e ainda mais com essa justificação. Se na sala houverem crianças mais extrovertidas também as separam? Tenho 2 filhas com 2 anos de diferença e sempre que podem estão juntas, a mais nova ao fim do dia enquanto não foge para a sala da mais velha não descansa
    E no infantário delas nunca puseram entraves e até facilitam

    Escreva um comentário:


  • anaflouro
    respondeu
    Muito obrigada por todas as respostas e pela partilha das vossas experiências. Até concordo com a "separação" dentro da mesma sala, em grupos diferentes, à mesa nas refeições, no jardim, e isso foi o que me disseram que já estavam a fazer ao fim da primeira semana. Quanto ao resto é novidade recente. Vou pedir uma conversa com a directora (que foi a pessoa que tomou a decisão) e sem ser via email.

    Entretanto já noto alguma alteração de comportamento da filha que era mais independente que de repente deixou de o ser, pelo menos em casa. Está mais agarrada a mim, faz mais birras... e passou a chorar quando a deixo de manhã, coisa que nunca fez nem no primeiro dia. Porque afinal a separação efectiva foi em Outubro, pois em Setembro tinham os meninos todos misturados na mesma sala (possivelmente ainda não tinham chegado todos) para se conhecerm melhor entre eles e as educadoras.

    Obrigada.

    Escreva um comentário:


  • Rojão
    respondeu
    Olá!

    Tenho 2 primas gémeas na Suiça, que entraram este ano para a pré escola. Faz parte do regulamento dessa escola separar os irmãos gémeos, ou seja, a mãe quando as matriculou já soube o que iria acontecer... Não acho bem que o façam sem o consentimento dos pais... Vai à escola e pede esclarecimentos... Ainda para mais, se uma das crianças fica numa sala que não é da idade dela...

    Bjinhus!

    Escreva um comentário:


  • laranja
    respondeu
    Os meus têm agora 10 anos e só foram separados na primária, também com a opinião do pediatra. Na altura também tivemos algumas dúvidas, visto um deles ter sido até então mais calminho e passar mais despercebido que o outro, mais habituado a dar nas vistas, como acaba por ser frequente. Curiosamente, e por exemplo em relação aos irmãos com a mesma idade, a adaptação deles ao infantário, com 3 anos, foi mesmo muito penosa, muito chorosos durante meses (acho! eu desesperei...) chegou-se mesmo a fazer umas "experiências" que ainda correram pior, pelo que se mantiveram juntos, com uma atenção especial, por exemplo: actividades aos pares a educadora incentivava a escolha de outros amiguinhos, o sítio de se sentarem na sala ou no refeitório nunca foi junto, etc... Durante a pré nunca "prescindiam" da companhia um do outro, mas conseguiram construir as suas próprias afinidades e acabaram a pré com "melhores amiguinhos" diferentes, até porque eles têm personalidades muito diferentes... Na primária pôs-se novamente o problema, por causa das distracções, especialmente por causa do meu "dominante" e conseguimos separá-los tendo em conta os tais amiguinhos. Dessa vez não notei nenhuma diferença significativa, tirando talvez uma excitação maior à noite (tanto brincadeiras como parvoíces de andarem pegados à estalada...) para estarem juntos, mas talvez pela maturidade diferente não houve nenhum drama grande com isso. Tudo isto foi muito conversado com o colégio, foram impecáveis e muito sensíveis a esta questão e perceberam a nossa preocupação. Ficaria muito incomodada que estas decisões fossem tomadas sem o meu consentimento! Até porque tivemos muitas dúvidas! Mas claro que isto depende das crianças em questão... Boa sorte

    Escreva um comentário:


  • EducadoraLisa
    respondeu
    Não acho nada normal que o infantário resolva separar as crianças sem consentimento dos pais. Eu tenho e já tive noutros anos gemeos na minha sala. É normal que um seja dominante mas isso não impede o bom desenvolvimento de nenhum nem o fazerem amizades com outras crianças. Em relação ao comer, ao dormir... faz parte da adaptação e leva o seu tempo. se sentes que isso não é bom para as crianças fala com a direção e eles que coloquem as crianças juntas de novo.

    Escreva um comentário:


  • sininho33
    respondeu
    Eu tenho uma amiga que tem gemeos e que optou em conjunto com o pediatra por separa los na primaria.... mas ela optou... nao foi a escola que escolheu... e nisso acho que fizeram mal... eles nao podem separar assim sem falar com os pais... isso é que nao!

    Escreva um comentário:


  • tguia
    respondeu
    Eu não sou nem mãe de gémeos, nem tenho gémeos na familia mas falo por um caso de gémeos na sala do meu filho.

    Neste caso eles entraram para a creche com cerca de 2 anos e foram colocados na mesma sala, no inicio do ano lectivo seguintes só havia vaga para 1 na sala seguinte e os pais em conjunto com a escola optaram por mantê-los juntos na sala onde já estavam anteriormente. E olha que os 2 juntos são uns diabinhos, mas a escola nunca iria tomar uma decisão dessas sem autorização dos pais.

    Para mim o grave nessa situação foi terem tomado essa decisão sem ter uma conversa contigo. Além de que elas sendo gémeas têm a mesma idade,e uma terá de estar numa sala que não corresponde à sua faixa etária.

    Acho que deves ter uma conversa com os responsáveis da escola.

    Escreva um comentário:

slot_bottomleaderboard_post

Collapse
Working...
X