Comunicação

Collapse
No announcement yet.

slot_topleaderboard_post

Collapse

Infantários!!!!!! Reclamações para quê?????

Collapse
X
  • Filtrar
  • Tempo
  • Mostrar
Clear All
new posts

  • Infantários!!!!!! Reclamações para quê?????

    O meu filho estava numa IPSS durante 4 anos onde entrou com um 1ano, pois a saída dele foi um pesadelo. Como é possível haver pessoas tão cruéis!!!







    O meu Pimpolho de uma criança meiga e carinhosa passa de repente a um diabinho. Sempre foi considerado uma criança normal por todos na instituição.







    Com a mudança de educadora porque estava grávida e entrou em licença de parto, as coisas começaram a mudar o meu Pimpolho. Só desde o dia 13 de Junho até ao dia 10 de Julho aconteceram coisas muito estranhas. Da primeira vez ele chegou a casa e disse-me que auxiliar:devilish: (esta senhora que estava com ele à dois anos) o tinha posto de castigo e que não tinha feito asneiras (já esteve outras vezes de castigo nuca fez queixa para fazer queixa é porque foi injusto), como achei muito estranho, fui perguntar o que se tinha passado. Nessa altura, ainda estava a educadora que o acompanhava desde um ano e ela disse-me que não sabia de nada, mas que ia perguntar mais tarde. Entretanto, auxiliar:devilish: falou com o meu marido e disse-lhe que talvez algo pudesse ter acontecido. Tenho consciência que toda a gente erra e que errar é humano. Passado uma semana acontece um acidente com uma bomba de asma na sala, e ninguém me liga a contar o sucedido (pois sempre que acontece alguma coisa era habitual ligar). À noite quando o pai o foi buscar, uma educadora disse que o Pimpolho tinha uma negra nas costas porque sem querer a auxiliar:devilish: o tinha aleijado e que no outro dia iriam falar connosco, mas ninguém falou nada, até que liguei de tarde e me foi dito que tinha sido com uma bomba de asma (esta bomba desapareceu nesse dia fiquei a saber em Setembro pela mãe do menino estranho!), pois tinha saltado apesar de ter ficado um bocado de pé atrás mas aceitei, quinze dias de praia falo todos os dias com as pessoas tudo bem, no penúltimo dia é pedido um 1€ para a compra de um gelado pois é o símbolo do fim da praia, como se tinha portado mal na praia (apesar do Pimpolho me ter dito que ela lhe tinha dado uma sapatada na praia não tive provas) a Auxiliar:devilish: decidiu que o castigo era não comer o gelado e disse á educadora (que era nova e estava a substituir a outra educadora) a educadora aceitou pois era nova ( tinha entra no dia 8 de Junho )e a Auxiliar:devilish: tinha mais experiência com este miúdos, dado que estava com eles há dois anos.







    - Nesse dia o meu Pimpolho estava diferente: muito triste :doze:como nunca o tinha visto antes, muito calado e com uma vontade enorme de ir para casa. Achei o comportamento muito estranho e voltei para trás à procura de explicação de forma e entender a situação. Nessa altura o Pimpolho ficou com a mãe no carro e começou a chorar pelo pai ter voltado para trás.







    Pelo que averiguei o um Pimpolho tinha-se portado mal para com a Auxiliar:devilish: durante toda a semana e a sexta-feira foi o pior dia. Porque é que não tive conhecimento do que se tinha passado nos dias anteriores?







    O comportamento estranho do Pimpolho manteve-se durante o fim-de-semana e tentei por todos os meios saber o que se tinha passado. Mas o pimpolho só falou quando teve a certeza de que não iria para o Infantário na segunda-feira. Foi nessa altura (domingo) que o meu filho contou que esteve de castigo na praia e que depois, já nas instalações do Infantário, foi posto novamente de castigo, pela Auxiliar:devilish:, sentado no chão junto à porta do refeitório e não lhe foi dado o gelado. Saliento, novamente, que o gelado foi dado a todos os meninos, excluindo o meu filho, e que o mesmo foi pago por mim (como tudo que comia lá). A situação descrita pelo Pimpolho afectou-nos de tal forma que decidimos que não o levaríamos de novo ao Infantário. Dada a situação em que nos encontramos, abatidos e tristes decidimos levar o Pimpolho para casa da Avó Materna de ferias :banana: (fica a 65Km).







    O Pimpolho frequenta a instituição há cerca de 4 anos e nunca tinha problemas desta grandeza. Como é natural numa criança de 4 anos, o meu filho também faz asneiras e nunca me queixei de nenhum castigo. O Pimpolho não é criança de fazer queixas, apenas fala quando se sente injustiçado. Desde sempre tive todo o tipo de informação e sempre me mostrei disponível para participar na resolução de qualquer problema que surgisse. Não entendo porque é que desta vez não foi dado conhecimento da situação no seu devido tempo e muito menos entendo os castigos que lhe foram aplicados. Negar um gelado que simboliza o final da praia a uma criança de 4 anos?! Julgo que o Pimpolho se sentiu humilhado e excluído perante os colegas da sala e das restantes salas. Não ponho em causa que tivesse sido castigado, se realmente o merecia, mas julgo que este castigo foi exagerado. :hiding:







    De forma a tentar resolver a questão solicitei no Domingo, dia 12 de Julho, via correio electrónico uma reunião com o Presidente e com a Vice-Presidente da Instituição. No dia seguinte, segunda-feira, fui contactada pela Coordenadora que queria falar com connosco, e então dirigi-me ao Infantário, onde me foram confirmados os castigos que o Pimpolho tinha referido. O castigo na praia foi confirmado pela própria Educadora, quanto ao que se passou nas instalações da Instituição foi outra Auxiliar que o confirmou, mas foi pedido mais que uma pessoa para a confirmação, foi nos dito nessa altura só estava essa (estranho num refeitório com certa de 30 crianças entre os 2 e 5 anos) e a Auxiliar:devilish: do Pimpolho.







    A reunião solicitada foi marcada para sexta-feira, dia 17 de Julho.







    Entrei em contacto com o presidente da instituição e pedi para que a educadora antiga estivesse presente visto que ela era a pessoa que melhor conhecia o meu filho, esse senhor disse que não havia motivo para a reunião, ( já lhe tinham dito tantas mentiras ele nem sabia realmente do que se tratava), mas acabou por aceitar, quando chegou o grande dia eu estava preparada para tudo (pedir livro de reclamações, chamar policia tudo) mas fiquei muito surpreendida, levei a reclamação escrita não falei e entreguei quando esse senhor acabou de ler só disse que ia ter uma conversa com auxiliar:devilish:, a vice presidente disse que não, pois não admitia tal coisa, esse senhor teve que se retirar pois tinha mais uma reunião com os novos pais dos futuros meninos e ficamos com a vice presidente onde chamou toda a gente ( Educadora “a que estava em licença de parto”,a que estava a substituir, coordenadora e a auxiliar:devilish pois leu a carta e perguntou se estava certo o que tinha feito? Ficou calada, perguntou á educadora que o acompanho desde 1 ano ela pediu para não responder e por final perguntou á auxiliar:devilish: o que fazia se dessem um castigo desses aos filhos disse que aceitava e ainda dava uma chapada na boca, eu não quis ouvir mais nada.( se faz isto aos proprios filhos nem quero pensar o que faz oas outros):lipsseld:





    Foi aberto um inquérito interno, teve um advogado a falar com toda gente do infantário pois toda a gente me conhece foram 4 anos!



    A única resposta que tive foi “Conforme já, anteriormente, solicitado, vimos, mais uma vez, informar que precisamos da documentação em falta para a conclusão da renovação do processo do Pimpolho (sim o importante é os documentos). Agradecíamos que o fizessem até ao final desta semana dia 31 de Julho.



    Aproveitamos para informar que relativamente à comunicação entregue no dia 17 de Julho, foi iniciado um processo prévio de averiguações a nível interno. Quando for concluído será comunicado a conclusão do mesmo.”



    Foram as piores ferias que tive pois o meu filho mudou, por essa mudança e de repentina e não saber como lidar com ele procurei uma pedopsiquiatra infantil onde ainda anda ser seguido, andou a tomar sedatif ( 3 por dia) porque andava sempre nervoso e não se consegue controlar...



    Durante as ferias cheguei a falar com alguns pais e dissera-me que os filhos estava diferentes.





    Acabam as férias contactei para saber foi me pedido para deixar o Pimpolho ir pois podia ter a certeza que todo ia correr bem! quando cheguei tinha o presidente á nosso espera fomos recebido de tapete vermelho, o Pimpolho gritou os primeiros dias a não queria ir (mas também estava com medo de o trocar de infantário de o tirar de perto dos amiguinhos), expliquei a situação do Pimpolho tudo bem não se preocupe mos vamos ajudar não se preocupe, tudo parecia bem os primeiros dias saía depois do almoço deixávamos no máximo ate ás 16h, começou o pesadelo todos os dias faziam queixa do Pimpolho batia nos amigos ferrava, ate que comecei a entrar em desespero e não esperei pela próxima consulta la fomos mais uma vez para pedopsiquiatra infantil resultado quando viu como o Pimpolho estava ficou chocada com a ebulição mal entrou dentro do consultório queria vir embora pedopsiquiatra infantil tentava falar com ele as respostas eram “não te quero ouvir, esta calada entre outras coisas” mando dar ate 6 comprimidos por dia e passar no final do mês para ver como estava a correr.



    Houve uma reunião no infantário onde alguns pais se queixaram que os filhos estavam agressivos como foram apanhados de surpresa não tiveram respostas, passados 3 dias marcaram mais uma reunião para comunicar que ia regressar a Educadora e que só ia estar da parte da manha de tarde era uma auxiliar que estava com os meninos, afinal não foi para isso foi para explicar que os meninos estavam todos agressivos era por causa de um menino que estava a passa uma ma fase das ferias, quando eu falei o presidente ficou fulo pois disse que não era pois alguns pais já se tinha queixado antes do Pimpolho ter voltado para o infantário pois não mos deixou falar mais só tentava atacar tipo que o filho não podia ter educação pois se os pais não a tinham entre outras coisas, entre outras coisas, só pedi ao meu marido para não falar mais nada ficamos calados o tempo todo no final pedi para falar em particular com ele e com a educadora que estava a substituir a outra e perguntei que palhaçada era aquela ela só me disse que não podia estar a dopar uma criança e respondi lhe antes de falar para se informar que tipo de medicamento era aquele, nem se quer tentaram em ajudar só quiseram que deixa –se o Pimpolho ir para levar mais dinheiro ao estado e arranjar um motivo para justificar as queixas que já tinham de alguns pais.





    Houve pessoas que ficaram muito triste com a saída do pimpolho principalmente a educadora que o viu crescer...





    Resposta á reclamação não tive ate hoje.[-(





    Isto é vergonhoso, dar um castigo uma humilhação destas a uma criança com com 4 anos.....................





    Cancelei a matricula logo no dia a seguir sem dar satisfação simplesmente por antecedentes recentes, não tinha onde o por pois é uma fase que esta todo cheio e não podem ficar em casa nem podia não tinha onde o deixar, pois eu e o meu marido só passamos uma noite na Net á procura de infantário no outro dia foi só a ligar até que arranjei uma vaga e consegui , tive sorte pois uma criança tinha desistido da matricula, e eu fiquei logo com uma vaga, foi mesmo sorte…





    O Pimpolho esta desde Outubro nunca tive queixas nem do Pimpolho nem das pessoas que lidam com ele, a única coisa que me perguntou foi se a “ a Professora” que é a nova educadora estava grávida e se ia alguém do outro infantário para lá.:w00t:





    Ele adapetou se muito bem pois é uma criança muito sociavel, pois para uma "escola" onde não conhecia ninguém, até nos fins-de-semana pede para ir.







    Só não entendo como é possível um infantário financiado pelo IPSS que se paga muito menos tem vagas nas salas dos 3 ,4 e 5anos e um particular que pago eu pago 3 vezes mais por mês e as salas são todas a dobrar e não tem vagas?:-({|=







    UM FINAL FELIZ:P

  • #2
    RE: Infantários!!!!!! Reclamações para quê?????

    Ainda bem que o teu menino ta bem esta em paz e feliz, afinal passou por um mau bocado.



    quanto a "Só não entendo como é possível um infantário financiado pelo IPSS que se paga muito menos tem vagas nas salas dos 3 ,4 e 5anos e um particular que pago eu pago 3 vezes mais por mês e as salas são todas a dobrar e não tem vagas?"



    Nao entendo muito em que sentido fazes esta questao, mas tu propria tiveste o teu menino 4anos numa IPSS e tudo correu bem, eté ha bem pouco tempo, certo? espero que nao acredites que por estares a pagar 3x mais num particular que ele esta melhor do que esteve nos 4 anos? Provavelmente os particulares estao cheios porque ha muita gente que pode pagar bem por isso, e que bom que assim é. A minha filha frequenta uma IPSS e nao pago tao pouco quanto isso, ha pais na sala dela que pagam 1/5 do que eu pago e nao tirava de la para um particular a pagar o mesmo como nao tirava pra uma IPSS a pagar menos; entre coisas boas e menos boas que possam haver, ha amor pelas crianças e verdadeira preocupaçao...mas tb ha falhas. Claro. E tenho ouvido dizer mal de IPSS e de particulares por pessoas que vivem o dia a dia nos infantarios e tb depoimentos dos pais aqui no forum...ha IPSS com lista de espera tb, e nao sao todos pobrezinhos, pelo menos aparentemente nao...vejo pelas boas marcas de topo gama e pelo proprio estilo dos pais e das criancas.

    Comentar


    • #3
      RE: Infantários!!!!!! Reclamações para quê?????

      Olá, como tu própria dizes não pagas “tão pouco quanto isso” se fores a um particular a mensalidade é igual para todos, e anda a volta dos 315€ (esta incluído musica, informática inglês e ginástica) sem lanches claro isso tem que levar de casa enquanto uma IPSS esta o lanche incluído a partir dos 2 anos mas se reparares a grande maioria paga quase 200€ fora as actividades (musica, informática inglês e ginástica). Eu sei que há alguns infantários que tem listas de espera (apesar que as listas quase sempre se aplica ate aos 4 anos), não são todos iguais nem as pessoas que lá trabalham, à casos e casos por vezes se calhar é uma questão de sorte eu tive azar agora na pior altura que não queria separar do amigos.

      Em relação a este onde esta as portas estão abertas para ir as salas levar não escondem nada se tiverem de chamar atenção a frente dos pais chamam, há muito mais regras os miúdos crescem muito mais são mais responsáveis, ás vezes não entendo como uma só pessoa consegue controlar tantas crianças a cantar, bater com as mãos nas mesas para aquecer dançar coisas simples que os miúdos estão ocupados.



      “Há males que bem por bem “ o meu filho está a voltar a ser o que era um docinho a revolta passou.



      Posso deixar um conselho (seja IPSS ou não) mesmo tendo muita confiança e estar tudo bem é muito importante estar sempre com o pé atrás e fazer visitas fora de horas:clock2:

















      :feet:

      Comentar

      slot_bottomleaderboard_post

      Collapse
      Working...
      X