Comunicação

Collapse
No announcement yet.

slot_topleaderboard_post

Collapse

Atraso geral de desenvolvimento- hipertrofia de adenoides e otite serosa- ajuda!

Collapse
X
  • Filtrar
  • Tempo
  • Mostrar
Clear All
new posts

  • Atraso geral de desenvolvimento- hipertrofia de adenoides e otite serosa- ajuda!

    Ola a todas/os!
    Sou nova por estas bandas e precisava da ajuda de mamãs/papás que tivessem filhos com o problema do meu, e se tiveram os mesmo tipo de sintomas (que abaixo listo) e se se resolveram com intervenção cirúrgica de remoção de adenóides e tubos de ventilação nos ouvidos. Falem-me de tudo por favor, pois deste lado está uma mãe desesperada, cuja a intervenção tarda em acontecer e já me passa tudo pela cabeça...
    Começo por falar um pouco do meu filho...
    Desde que nasceu, sempre notei uma enorme farfalheira (parecia- e parece- uma panela em ebulição). Ao princípio era desvalorizado, pois a pediatra dizia que "esses ruídos" eram em normais em recém-nascidos, que todos faziam... depois vieram os dentes e com eles, otites de repetição (perdi a conta às vezes e antibióticos), conjuntivites (também perdi a conta) e tosse sem fim, provocada pela imensa expectoração (cheira por vezes tão mal do nariz e tem uma ranhoca constante amarela/esverdiada tipo cola), que felizmente nunca desceu aos brônquios e pulmões. Nessa altura a pediatra dizia que era dos dentes e que depois passava. Descrevia-lhe as noites do meu filho, em que coitadinho, se sentava a dormir, com a cabeça apoiada nas grades, tal era a aflição de respirar, ainda que tivesse sempre a cabeceira levantada e lhe lavasse o nariz com soro N vezes ao dia (como me indicavam no CS). Acordava (e acorda), não sei quantas vezes durante a noite, com um sono agitado e de manhã tem sempre umas olheiras terríveis. Felizmente por um lado e infelizmente por outro, sempre desvalorizaram, pois é uma criança no percentil >95, que come maravilhosamente (ainda que sólidos- 2º prato, só começasse a comer aos 25 meses- até aí somente sopa passada e fruta e naturalmente leite, papas, iogurtes... tudo o que fosse mole).
    Por insistência minha e por me aperceber que não ouvia bem, consegui consulta com ele no hospital, tinha ele 19 meses e depois de ser visto por um ORL, viu que tinha uma otite serosa bilateral e que teria de operar. Mandou fazer então exames complementares (rx cavum- deu hipertrofia dos adenoides e timpanograma- deu tipo B- compatível com otite serosa e comprometimento da audição- as linhas são completamente rasas em ambos os ouvidos). Pedimos uma 2ª opinão que foi unânime- OPERAÇÃO!
    Após os resultados, fez tratamento uns tempos com a vacina Brocho Vaxom x Maxilase x Avamys… e muitaaaaaa praia, com mergulhos à mistura (há casos que fica resolvido com estes procedimentos), mas repetiu o timpanograma, já no final do verão e tratamento e NADA mudou.
    Entretanto e desde sempre, já perdi a conta, ao número de frascos que fez de Aerius, antes e após o tratamento, que só atenuam um pouco a sintomatologia.
    Hoje com 29 meses, o meu filho apresenta um atraso global de desenvolvimento.
    - Ainda se baba em fio;
    - Embora ande há mais de 1 ano, anda e corre trôpego (parece que se desequilibra);
    - Sobe escadas agarrado, pois por vezes desiquilibra-se;
    - Só diz palavras básicas e algumas mal e de tom anazalado, tipo: mamã, papá, pã (pão), ábua (água), boa (bola) atata (batata), anana (banana), titi (tia), bobó (avó), popó, quê (quero)… e pouco mais (não constrói frases com mais de 2 palavras);
    - Não conseguimos que preste atenção a nada, pois é muito aéreo e sem paciência para aprendizados, que precisem de estar atento, tipo legos, encaixes, puzzles, histórias;
    - Brinca a jogar à bola, com carrinhos, às escondidas ou a atirar tudo ao chão;
    - Aponta somente há 2 meses (aquisição que devia ter ganho há quase 1 ano- mas o sentar (9 meses) e o andar (16), também foram tardios;
    - Quando não se consegue expressar ou chora de frustração- parte-me o coração (se não dá para mostrar-nos e faz isso depois de chegar a repetir 10 vezes, sem que eu o perceba) ou se dá para nos mostrar, leva-nos ao que quer;
    Se não fosse tão extrovertido, conosco e com as outras crianças (às vezes as crianças é que não querem brincar com ele por não conseguirem estabelecer comunicação), não nos olhasse nos olhos, não compreendesse o nosso estado de espírito, se não soubesse brincar de faz de conta (que sabe tão bem), se não fosse tão meigo e se não compreendesse ordens simples, eu juraria que pensava que se tratasse de algo mais grave, pois quando pesquiso, ele só não se enquadra, pelas últimas razões que mencionei.
    E depois existe a pressão pelo facto de ser enormeeeee e ainda usar babete, andar trôpego e não falar bem.. e ouvir certos comentários do tipo, tem 2 anos e meio, pensei que fosse mais velho e que tivesse algum problema! Custa… custa tanto... e mais por não saber como o poderei ajudar!
    Alguém que passou por isto, que acalme o meu coração?
    Obrigada
    Beijinhos
    Ultima edição por Baby_Boy; 22-12-2015, 19:33.

slot_bottomleaderboard_post

Collapse
Working...
X