O elevado número de cesarianas efetuadas no serviço público de saúde deve-se ao facto de os hospitais não terem profissionais suficientes “para que haja tranquilidade” na hora de decidir, conclui um estudo levado a cabo pela Universidade de Aveiro.

ver notícia
http://roupa2amaogemeas.blogs.sapo.p...la-falta-85760